PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Justiça autoriza goleiro Bruno a jogar e a cumprir pena no Mato Grosso

O goleiro Bruno, em apresentação em agosto do ano passado no Poços de Caldas, com o qual rescindiu contrato depois - Divulgação/Poços de Caldas
O goleiro Bruno, em apresentação em agosto do ano passado no Poços de Caldas, com o qual rescindiu contrato depois Imagem: Divulgação/Poços de Caldas

Do UOL, em São Paulo

20/01/2020 13h35

A Justiça de Minas Gerais autorizou o goleiro Bruno Fernandes de Souza a jogar no Operário Várzea-Grandense, clube do Mato Grosso, e a cumprir o resto da pena. Com a decisão, ele pode se mudar para Várzea Grande, em Cuiabá, cidade que é sede do time, onde ele continuará cumprindo a pena.

A informação foi confirmada pela assessoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A decisão foi proferida no último dia 17 pelo juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execução em Meio Aberto e Medidas Alternativas da Comarca de Varginha (MG).

A proposta de levar Bruno foi feita pelo Operário no ano passado. O clube esperava a decisão da justiça para dar andamento à contratação. Mais detalhes sobre a transferência do goleiro para a cidade não fora divulgados.

A notícia vem dias depois de o Fluminense de Feira de Santana, na Bahia, desistir da contratação do goleiro, especialmente depois do depoimento da jornalista Jessica Senra na TV Bahia, devido à condenação do jogador, que cumpre pena em regime semiaberto domiciliar sob a acusação de assassinar Eliza Samudio.

Futebol