PUBLICIDADE
Topo

Garotos do Flamengo jogam bem, pressionam, mas ficam no empate contra Macaé

Alexandre Araújo

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/01/2020 17h57

O Flamengo fez, neste sábado (18), o primeiro jogo oficial pela temporada de 2020 e recheado de jovens que jogarão o Campeonato Carioca no lugar do elenco principal. A partida, válida pela primeira rodada da Taça Guanabara, foi marcada pelo domínio do rubro-negro diante do Macaé, porém as redes não foram balançadas. O jogo terminou em 0 a 0.

Vale lembrar que a equipe do técnico Jorge Jesus —que também não esteve presente no banco— teve uma temporada de 2019 quase impecável, com os títulos do Campeonato Carioca, da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro. Além disso, o time quebroudiversos recordes nacionais e fez uma partida equilibrada contra o Liverpool, da Inglaterra, na final do Mundial de Clubes da Fifa.

Apesar de ser o visitante do confronto, o Flamengo se sentiu em casa, pois a partida aconteceu no Maracanã com muitos torcedores rubro-negros, já que o estádio Claudio Moacyr, em Macaé, teve parte da estrutura do teto desabada devido às fortes chuvas no estado do Rio de Janeiro.

A segunda rodada do Campeonato Carioca acontecerá no meio de semana, quando o atual campeão terá pela frente o clássico diante do Vasco, fora de casa, quarta-feira, dia 22, enquanto o Macaé atuará em casa contra o Boavista.

Time principal ainda de férias

A participação do Flamengo no Mundial de Clubes, no fim do ano passado, fez com que a diretoria decidisse dar um maior período de férias para os atletas do elenco principal e, com isso, a equipe jogou neste sábado com um time formado por jogadores do sub-20 e alguns que estouraram a idade recentemente.

Partida sem transmissão na TV

Devido à ausência de um acordo entre Flamengo e o grupo Globo para a trasmissão do Campeonato Carioca deste ano —sendo que as propostas dos dois lados apresentam com valores bem distantes—, a partida deste sábado não teve transmissão em nenhum canal de televisão, seja na rede aberta ou fechada.

Reforços apresentados

Antes de começar a partida, os milhares de torcedores puderam prestigiar dois de alguns reforços do clube para a temporada de 2020. Isso porque, alguns minutos antes da bola rolar, o zagueiro Gustavo Henrique (ex-Santos) e o atacante Pedro Rocha (ex-Cruzeiro) entraram em campo e foram aplaudidos pela torcida rubro-negra.

Gustavo Henrique e Pedro Rocha  - Thiago Ribeiro/ Agif - Thiago Ribeiro/ Agif
Imagem: Thiago Ribeiro/ Agif

Quem foi bem: Yuri César

O meia-atacante do Flamengo foi o grande destaque da partida, sendo um dos jogadores que mais buscaram jogo, ajudando na criação de jogadas do time rubro-negro. Também vale destacar a qualidade técnico do jovem atleta, de apenas 19 anos.

Quem foi mal: Matheus Dantas

Apesar de já ter atuado no time principal, o zagueiro se mostrou nervoso na partida deste fim de semana. Com erros bobos, principalmente na saída de bola, o defensor destoou da atuação regular e positiva do time rubro-negro. É verdade, porém, que o jogador foi substituído aos sete minutos do segundo tempo se sentindo indisposto fisicamente.

"DOMINAMOS, MAS SÓ ISSO NÃO ADIANTA"

Gols UOL Esporte

Atuação do Macaé

Apesar de serem os mandantes da partida deste sábado, os jogadores do Macaé tomaram a postura defensiva. As dezenas de milhares de torcedores no estádio empurravam os meninos do Flamengo. Com isso, o objetivo da equipe do técnico Mário Júnior era segurar o ímpeto inicial e buscar o gol caso o rubro-negro cometesse algum erro fatal.

Atuação do Flamengo

O Flamengo tomou conta da partida, ditando o ritmo e dando poucas chances para o Macaé. No entanto, a falta de maturidade dos meninos fez com que a equipe tivesse bastante dificuldade para "quebrar" o ferrolho montado pelo adversário, que marcava forte no meio-campo.

História do Jogo

Como já era o esperado, o Flamengo tomou conta da partida nos minutos iniciais e os garotos impuseram o ritmo embalados pelos milhares de torcedores no estádio do Maracanã. Os primeiros 15 minutos foram de dominância do time rubro-negro, com muita intensidade e jogadas trabalhadas desde o campo de defesa - estilo de jogo que a equipe principal apresentou ao longo de boa parte da temporada 2019.

No entanto, quem teve a melhor oportunidade foi o Macaé, aos 18 minutos, quando o lateral-direito do Flamengo, Matheuzinho, evitou gol certo do clube adversário. O lance foi uma mostra de que o Mengão tinha a posse de bola e o controle do jogo, porém tinha dificuldade de finalizar na meta defendida pelo goleiro Jonathan.

Após o susto, o atual campeão conseguiu se soltar mais e chegar com mais facilidade na meta adversária. Aos 35 minutos, Lucas Silva chutou perto do goleiro do Macaé; aos 42, Yuri errou a calibragem e mandou por cima da meta, e aos 44 Hugo Moura também desperdiçou boa chance.

Na segunda etapa, domínio total do rubro-negro, com o Macaé se abdicando do ataque e fazendo de tudo para fechar os espaços e arrancar o empate contra o atual campeão estadual. As chances do Flamengo foram inúmeras nos 45 minutos finais, porém o goleiro Jonathan teve uma atuação de gala para evitar o gol dos garotos do sub-20, que jogaram muito bem por quase todo o confronto.

A torcida

Mesmo com a ausência de todos os jogadores do estrelado elenco principal do Flamengo, a torcida rubro-negra não dececpcionou e praticamente lotou o Maracanã, além de incentivar o time durante toda a partida. Durante os noventa minutos, foi possível ver a alegria dos torcedores devido ao enorme sucesso da temporada de 2019, quando a equipe conquistou o Campeonato Carioca, o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores da América.

Ficha Técnica
Macaé 0 x 0 Flamengo

1° rodada - Campeonato Carioca (Taça Guanabara)
Local:
Maracanã. no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia
Auxiliares: Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Guilherme Vogas Tavares
Cartões Amarelos: Gerson (Macaé); Matheuzinho (Flamengo)
Público e Renda: 25.544 pagantes, 27.205 presentes e R$ 617.161,50

Macaé: Jonathan; Dudu, Jr. Santos, Vladimir e Paulo Vitor; Gedeil, Kassio, Julinho e Gerson (Maranhão); Matheus Babi (Hudson) e Zambi (Wagner Carioca). Técnico: Mário Júnior

Flamengo: Gabriel Batista; Matheuzinho, Rafael Santos, Matheus Dantas (Pepê) e Ramon; Vinicius Souza, Hugo Moura, Yuri César e Luiz Henrique; Vitor Gabriel (Wendel) e Lucas Silva (Rodrigo Muniz). Técnico: Mauricio Souza

Futebol