PUBLICIDADE
Topo

Fred aguarda contato do Cruzeiro com agentes para definir futuro no clube

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

08/01/2020 04h00

Desde a última segunda-feira (6), o Cruzeiro iniciou uma série de reuniões para tentar resolver a situação de jogadores com altos salários no clube. Mas os diretores ainda não chegaram a marcar uma conversa com o estafe de Fred, o que tem deixado o atacante ansioso neste momento. O camisa 9 é cobiçado por outras equipes e tem muitos assuntos para serem tratados com a cúpula celeste.

Segundo apurou o UOL, Fred é desejado em outros clubes e está ansioso para resolver sua situação. Apesar de já ter sido comunicado sobre uma futura reunião, o desejo do centroavante é que o Cruzeiro agende um encontro com seus representantes para discutir seu futuro, o que ainda não tem data marcada. Isso já começou a ser feito com Fábio, Dedé, Manoel e Ariel Cabral, além de Egídio, Henrique e Marquinhos Gabriel, que estão com suas saídas encaminhadas.

Nos primeiros encontros do Cruzeiro com os jogadores, o clube tem apresentado algumas alternativas sobre o atual cenário: rescisão amigável, empréstimo ou permanência com redução salarial. No caso de Fred, o jogador precisa ouvir em quais condições o clube pretende tratar sua situação, já que as pendências com o atacante são muitas. Ao contrário dos companheiros, Fred não tem somente o salário atrasado desde outubro, o FGTS e o 13º sem receber. Além dessas pendências, o atacante nunca recebeu direitos de imagem desde que chegou ao Cruzeiro, em 2018.

No dia 30 de dezembro, Fred se reuniu com o seu estafe para decidir como proceder em janeiro em relação ao Cruzeiro. O jogador só cogita entrar na Justiça contra o clube em último caso, e prefere fazer um acordo amigável para deixar o time. Porém, o atacante não quer abrir mão de toda a sua dívida com o Cruzeiro, hoje estimada em pelo menos R$ 7 milhões. O estafe do jogador também tem pendências para serem resolvidas com a Raposa.

Cruzeiro