PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2019


Série B, Sul-Americana e milhões de reais: o Brasileirão ainda em disputa

Orejuela chora na saída do gramado de São Januário; Cruzeiro pode ser rebaixado - Reprodução/Sportv
Orejuela chora na saída do gramado de São Januário; Cruzeiro pode ser rebaixado Imagem: Reprodução/Sportv

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/12/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Há duas vagas em disputa na rodada final do Brasileirão: uma para a Sul-Americana (Flu e Botafogo) e outra de permanência na elite (Cruzeiro x Ceará).
  • No entanto, quase todos os outros times brigam por uma melhor bonificação com o prêmio dado pela CBF.
  • A diferença entre as posições geralmente se aproxima da casa dos R$ 2 milhões.
  • Há times como o Atlético-MG que podem faturar até R$ 5 milhões a mais se vencer e subir para o 9º lugar.
  • Todos os jogos serão disputados no domingo, às 16h (de Brasília).

Resta uma rodada para o fim do Campeonato Brasileiro e ainda muita coisa em jogo. Enquanto Cruzeiro e Ceará brigam pela permanência na Série A, Fluminense e Botafogo concorrem à última vaga na Copa Sul-Americana de 2020. No entanto, há outra disputa importante para os clubes: a questão financeira, que entrará em campo com força no fim de semana. Com exceção a Flamengo e São Paulo, todos os outros times podem aumentar a premiação na competição.

Campeão, o Flamengo vai receber R$ 33 milhões. O São Paulo, fixado como o sexto classificado, tem direito a R$ 24,7 mi de premiação. Todos os outros times, tirando obviamente os quatro rebaixados, podem aumentar o faturamento no último mês do ano. Os jogos da 38ª rodada estão marcados para domingo, a partir das 16h (de Brasília).

A permanência do Cruzeiro, por exemplo, vale R$ 11 milhões, valor atualmente nas mãos do Ceará, rival dos mineiros na briga contra o rebaixamento para a segunda divisão. O time celeste pega o Palmeiras, em casa, enquanto o Ceará encara o Botafogo, no Rio de Janeiro.

Na parte de cima da tabela, o vice-campeonato rende uma premiação de R$ 31,3 milhões, quase R$ 2 mi acima na comparação com o terceiro classificado. A disputa pelo segundo lugar se restringe a Palmeiras e Santos, que terá o campeão Flamengo pela frente na despedida do Brasileirão. O terceiro levará R$ 29,7 milhões como bonificação.

Ainda no Santos, Sampaoli briga pelo vice com o Palmeiras, que tem interesse no seu trabalho - Bruno Ulivieri/AGIF
Ainda no Santos, Sampaoli briga pelo vice com o Palmeiras, que tem interesse no seu trabalho
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Logo abaixo, Grêmio e Athletico ainda almejam o quarto lugar, também com uma diferença de quase R$ 2 milhões para o quinto posto (R$ 28 mi contra R$ 26,4 mi). Na sequência, Corinthians e Internacional, já assegurados na fase pré-Libertadores, brigam pela sétima posição, que rende R$ 23,1 milhões contra R$ 21,4 milhões do oitavo lugar na tabela.

No grupo dos classificados para a Copa Sul-Americana, Fortaleza, Bahia, Goiás, Atlético-MG e Vasco podem mudar de posição e o prêmio final no Brasileirão de 2019.

A diferença entre o nono lugar e o 13º passa dos R$ 6 milhões (R$ 19,8 milhões a R$ 13,7 mi). Nesta disputa, os cariocas, em virtude do confronto direto entre cearenses e baianos, só podem chegar ao décimo posto.

Por último, a última vaga na sul-americana vem englobada com um bônus de R$ 12,8 milhões. Botafogo, rival do Ceará, e Fluminense, que pega o Corinthians na Arena em São Paulo, brigam pela 14ª colocação.

Confira a premiação do Brasileirão:

Campeão - R$ 33 milhões
Vice-campeão - R$ 31,3 milhões
3.º colocado - R$ 29,7 milhões
4.º colocado - R$ 28 milhões
5.º colocado - R$ 26,4 milhões
6º colocado - R$ 24,7 milhões
7.º colocado - R$ 23,1 milhões
8.º colocado - R$ 21,4 milhões
9.º colocado - R$ 19,8 milhões
10.º colocado - R$ 18,5 milhões
11.º colocado - R$ 15,5 milhões
12.º colocado - R$ 14,6 milhões
13.º colocado - R$ 13,7 milhões
14.º colocado - R$ 12,8 milhões
15.º colocado - R$ 11,9 milhões
16.º colocado - R$ 11,0 milhões