Topo

Adilson quer Cruzeiro mais intenso e pode encarar desafios que Ceni já teve

Treinador quer Cruzeiro jogando com mais intensidade. Primeiro teste será amanhã, contra o Vasco - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Treinador quer Cruzeiro jogando com mais intensidade. Primeiro teste será amanhã, contra o Vasco Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

01/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Adilson Batista chegou ao Cruzeiro falando em jogar com intensidade os 90 minutos
  • Filosofia foi a mesma de Ceni, que teve pouco tempo e esbarrou na relação ruim com alguns atletas
  • Para o primeiro teste, jogadores como Joel, David e Pedro Rocha podem começar jogando
  • Ao todo, Adilson terá dez dias e três jogos para evitar rebaixamento inédito do Cruzeiro

Adilson Batista foi apresentado ao Cruzeiro e deixou bem claro qual será sua metodologia para fazer o time buscar os pontos necessários para não ser rebaixado no Brasileirão. Nas últimas três rodadas, o técnico quer o time intenso durante os 90 minutos. O discurso é muito parecido com o de Rogério Ceni, que também tentou colocar em prática essa filosofia. Com ainda menos tempo para trabalhar, o novo comandante também pode encarar problemas parecidos com o antecessor.

Na curta passagem de 47 dias pelo Cruzeiro, Rogério Ceni apostou em um estilo que priorizava a marcação alta, a posse de bola e o ritmo intenso dentro de campo. Em algumas partidas, principalmente na estreia, isso funcionou bem. Depois, a produção começou a cair. Dois motivos complementares ajudam a explicar essa queda. O time celeste conta com vários jogadores que beiram ou que já ultrapassaram os 30 anos. Por isso, seria preciso tirar alguns veteranos, o que acabou pegando mal para alguns atletas. Além disso, a implantação da nova metodologia exigia um certo tempo para ser consolidada, algo que não era possível naquele momento devido à urgência de resultados positivos. Agora, Adilson quer adotar algo parecido.

"Eu preciso colocar os melhores. O futebol pede isso. A gente assiste toda hora à Premier League, adora a Premier League, então a gente tem que jogar igual na Premier League. E quem jogou assim no Brasil foi o Flamengo, com intensidade. Se não tiver intensidade, não joga. E nós precisamos ter. E vamos ter", comentou o treinador.

A primeira parte já começou a ser executada por Adilson. Na manhã de ontem, ele fez o primeiro treinamento já esboçando o time titular que enfrenta o Vasco, na noite de amanhã. Apesar da atividade foi fechada, foi possível perceber que Thiago Neves não foi ao campo e não deve começar jogando. Além do camisa 10, jogadores como Robinho, Marquinhos Gabriel e Fred também podem perder espaço para a entrada de atletas mais leves como Joel, Pedro Rocha, David e Ezequiel.

Se confirmada a mudança de peças no time, Adilson terá pouquíssimo tempo para analisar como isso funcionará em campo e fazer outras experiências, caso seja preciso. Após a partida no Rio, o Cruzeiro já viaja para Porto Alegre, onde enfrenta o Grêmio, na quinta-feira. Fechando a temporada, o treinador comandará a equipe diante do Palmeiras, no dia 8, no Mineirão.

Cruzeiro