Topo

Psicólogo Diniz entra em ação para o SPFC tentar se reerguer no Brasileiro

Técnico Fernando Diniz durante treino do São Paulo no CT da Barra Funda - Marcello Zambrana/AGIF
Técnico Fernando Diniz durante treino do São Paulo no CT da Barra Funda Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

02/11/2019 04h00

Como consequência da derrota para o Palmeiras, o São Paulo viu o clima ficar mais pesado e a pressão aumentar nos últimos dias. Para retomar o caminho das vitórias já no jogo de hoje, às 21h, na Arena Condá, contra a Chapecoense, o clube conta com uma atuação bem específica de Fernando Diniz. Além da experiência de anos no futebol, o técnico é formado em psicologia e usa o seu conhecimento para trabalhar o emocional dos jogadores.

Outro ponto que pode aumentar a cobrança sobre o São Paulo é o bom momento do Grêmio. Após a eliminação na Copa Libertadores, a equipe gaúcha voltou suas atenções apenas para o Brasileirão e passou a somar pontos com regularidade. Agora, o time de Renato Gaúcho, que enfrenta o Internacional amanhã, está apenas dois pontos atrás dos paulistas na classificação geral.

Já no início da preparação para o jogo de hoje, Diniz reuniu os atletas no CT da Barra Funda. Os titulares foram cobrados para fazer ajustes e por uma reação imediata, especialmente comportamental. O treinador passou um vídeo com imagens do clássico e analisou as falhas cometidas pelo Tricolor paulista. Esse foi o primeiro papo (ou a primeira bronca) do treinador com os pupilos logo após uma partida. Nas outras ocasiões, dando mais espaço, ele juntou o elenco apenas para analisar os rivais

Os jogadores costumam assimilar de maneira positiva esse faceta de Diniz. Tchê Tchê, que trabalhou com o treinador no Audax, costumava até chamá-lo de pai por conta dessa relação.

Diniz nunca escondeu que gosta de conversar com os atletas para trabalhar o lado emocional do time. Na vitória sobre o Atlético-MG, por exemplo, ele chamou a atenção de Antony. Depois que o árbitro apitou o fim da partida, fez questão de falar com o jovem atacante e de dizer que tudo era para o bem do garoto de 19 anos.

"Ele [Diniz] é um cara muito inteligente, parceiro, que te deixa muito confiante. Acho que nos dá muita liberdade. Ele tem me ajudado muito dentro e fora de campo. Ele sempre me chama para conversar, e manda fazer o que eu sei. Ele tem me dado liberdade e confiança para jogar", disse a revelação tricolor ao UOL Esporte.

Momentos diferentes

Apesar de o São Paulo ser o quarto colocado na tabela do Brasileiro e de o adversário lutar para tentar fugir da zona do rebaixamento, o time paulista descarta o favoritismo neste sábado.

"A gente sabe que é difícil jogar em Chapecó. A gente sabe da grandeza e da importância de um clássico, mas jogar contra a Chapecoense é complicado. Não importa a posição na tabela que eles estão", explicou Antony.

Ficha técnica

Chapecoense x São Paulo

Data: 2 de novembro de 2019, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Competição: Campeonato Brasileiro, 30ª rodada
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (ambos do RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Chapecoense: Tiepo; Renato, Douglas, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Roberto, Camilo e Arthur Gomes; Dalberto e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

São Paulo: Tiago Volpi; Juanfran (Daniel Alves), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves (Luan) e Igor Gomes; Antony, Vitor Bueno e Alexandre Pato (Raniel). Técnico: Fernando Diniz.

São Paulo