Topo

Jesus é denunciado por atraso e tem presença ameaçada no Fla contra o River

Jorge Jesus durante partida entre Flamengo e Grêmio. Técnico denunciado - Thiago Ribeiro/AGIF
Jorge Jesus durante partida entre Flamengo e Grêmio. Técnico denunciado Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/10/2019 15h42

O técnico Jorge Jesus foi denunciado pela Conmebol, e terá de responder pelo atraso de dois minutos no regresso do time do Flamengo após o intervalo do jogo contra o Grêmio.

Pelo disposto no regulamento da entidade, o técnico é o responsável por responder quando há esta demora na volta ao campo. O regulamento da Libertadores prevê suspensão de uma partida ao treinador na primeira infração desta natureza, embora apenas o Fla tenha sido citado na denúncia. O Rubro-negro tem até o dia 1º de novembro para enviar suas alegações.

Caso o julgamento seja realizado até o dia 23 de novembro, o português poderia ficar fora do banco de reservas na finalíssima contra o River Plate. O atacante Gabigol também foi citado no relatório do jogo. Por exibir um cartaz com os dizeres "hoje tem gol do Gabigol", ele poderá ter de pagar multa de ao menos 5 mil dólares (R$ 19, 8 mil). Essa informação foi veiculada inicialmente por "O Globo".

Gabigol festejou com placa gol contra o Grêmio - Bruno Baketa/AGIF
Gabigol festejou com placa gol contra o Grêmio
Imagem: Bruno Baketa/AGIF

Caso o português suspenso, a questão não chega a ser novidade para o Flamengo nesta edição da Libertadores. Abel Braga foi punido pela entidade por conta de um atraso no retorno do time no duelo contra o Peñarol (URU), no Maracanã - ele já havia sido advertido por atraso na partida contra o San José, em Oruro. Suspenso, ele não pôde estar à beira do gramado no jogo com a LDU, do Equador, em Quito.

Flamengo