Topo

Podcast

Posse de Bola


Juca: "Este Flamengo é o melhor futebol de um clube brasileiro no século"

Do UOL

Em São Paulo

28/10/2019 11h59

No podcast Posse de Bola desta semana, Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam a rodada do Campeonato Brasileiro e se o Flamengo pode estar iniciando uma longa hegemonia no futebol do país com a campanha atual, além dos motivos que levaram o clube atingir o nível em que se encontra, liderando o nacional e na final da Libertadores.

O futebol brasileiro não tem um histórico recente de longas hegemonias a exemplo do Bayern de Munique no futebol alemão e este Flamengo é um dos candidatos a conseguir este feito ao apresentar o melhor futebol em tempos, de acordo com os comentaristas.

"Este Flamengo do Brasileirão de 2019 é o melhor futebol disparado de um clube brasileiro no século 21, não tem pra ninguém. Não vou comparar com 1981, acho um exagero comparar com 1981, tinha o Zico. Esse time do Flamengo é o time do século 21 no futebol brasileiro, sem dúvida, disparado, até dos melhores momentos em que alguns times chegaram perto do que você achar que ia chegar no nirvana, o Flamengo chegou", afirmou Juca Kfouri.

Um dos times comparados foi o Cruzeiro de 2003, que conquistou a tríplice coroa com o Brasileirão, a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, em time que tinha Alex, Maldonado, Aristizábal, entre outros.

Mauro Cezar Pereira apontou os méritos da diretoria atual do Flamengo no acerto das contratações, não apenas com a chegada do técnico Jorge Jesus, mas também de reforços que atuavam no futebol europeu, casos dos laterais Filipe Luís e Rafinha, o zagueiro Pablo Marí e o meio-campista Gerson.

"O ex-presidente (Eduardo Bandeira de Mello) achava que ia ganhar a Libertadores com Muralha, Rafael Vaz, Márcio Araújo, Rodinei, Matheus Sávio e Gabriel, aquele que foi pro Japão. Isso é de um desconhecimento muito grande e o Flamengo já tinha condições para fazer alguns investimentos melhores para algumas posições. Hoje com uma condição melhor, o Flamengo só deu tiro grande. O Flamengo fez nessa janela do meio do ano cinco tentativas e contratou quatro", apontou o comentarista, lembrando que o clube só não conseguiu fechar com o atacante italiano Mario Balotelli.

"O Balotelli foi barrado pelo departamento financeiro. O Balotelli não queria vir ao Brasil, queria ficar no Brescia e aí quando vem o pedido, ele pediu os tubos e no financeiro foi barrado", completou.

Outro ponto debatido foi em relação ao dinheiro do Flamengo em comparação a outros clubes de expressão, uma vez que voltaram a ser discutidas as cotas de televisão que no modelo atual, baseado na Premier League, deixam o rubro-negro em vantagem.

"Essa questão de agora ter gente cogitando as cotas de televisão é daquelas cascatas toda vez que um time que ameaça ser o Bayern. Quando teve tricampeonato do São Paulo, 'vamos acabar com pontos corridos, porque tem um time que ganha tudo'", afirmou Arnaldo Ribeiro.

"O Flamengo vai muito além do dinheiro, da contratação de jogador. O trabalho do Flamengo é exemplar em todos os aspectos, os detalhes, os cuidados, a não liberação de um jogador para o Mundial sub-17 - pontinhos importantes do Brasileiro tiveram a participação desse cara (Reinier). É a preparação física, o avião, tem um monte de coisa para os caras fazerem antes de ficarem cogitando", completou Arnaldo.

O episódio também tratou das condições e expectativas dos quatro clubes grandes de São Paulo, com o Palmeiras seguindo na vice-liderança em meio a um ambiente político conturbado, o Corinthians também com seus problemas internos, o Santos de Jorge Sampaoli em queda de rendimento e o São Paulo que melhora sob o comando de Fernando Diniz e começa a apresentar boas perspectivas para a temporada 2020.

A ameaça de rebaixamento de clubes grandes como Cruzeiro, Fluminense, Botafogo e Atlético-MG também foi discutida, com o alvinegro do Rio de Janeiro apresentando uma situação complicada sob o comando do técnico Alberto Valentim, que brigava contra o rebaixamento treinando o Avaí e agora vê seu novo time em risco.

Posse de Bola: quando e onde ouvir

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Posse de Bola