Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Futebol


Depois de exaltar Rapinoe, Ana Thaís Matos detona ironias machistas

Ana Thaís Matos - Reprodução
Ana Thaís Matos Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL

23/09/2019 21h21

A jornalista e comentarista do SporTV Ana Thaís Matos comemorou muito a eleição de Megan Rapinoe como a melhor jogadora de futebol do mundo, com o prêmio The Best. Depois de exaltar a atleta no Twitter, ela comentou na rede social as ironias que recebe, como resposta, de homens.

"Sempre que nós mulheres vamos enaltecer outra mulher, sempre, sempre, sempre, pelo menos um homem aparece (seja nas redes ou pessoalmente) ironizar o ato. Se incomodem mesmo com a nossa a união. Ela é recente, está sendo descoberta por nós tem pouco tempo e não tem mais volta", protestou Ana Thaís.

"E aqui, a gente vê direto os caras se fortalecendo 'parceria minha com fulano', 'eu e o monstro fulano', 'você é um mito, irmão'. Eu acho que a gente tem que fortalecer o que é bom e não sair ironizando à toa. Uma classe forte é uma profissão forte. Sejam menos inseguros!", escreveu.

Em seu discurso ao receber o prêmio de melhor do mundo, Rapinoe, que é lésbica, falou sobre racismo e homofobia. "Se realmente queremos mudanças significativas, seria excelente se todo mundo se posicionasse contra o racismo e a homofobia", disse.

"Rapinoe justifica dentro e fora de campo muito pra nós mulheres. Quero pintar o cabelo de rosa, alô chefes, nunca te pedi nada", escreveu Ana Thaís, ao comentar o título da norte-americana. Neste post, ela recebeu alguns comentários irônicos masculinos.

Ana Thaís se tornou a primeira mulher a comentar um jogo de futebol na TV Globo, na Copa do Mundo feminina deste ano. Ela foi, ainda, no começo do mês, a primeira mulher na emissora a comentar um jogo masculino do Brasileirão, na transmissão de Santos e Athletico-PR.

Mais Futebol