Topo

Mano detectou limitações em Ramires e pediu "recuperação 100%" para usá-lo

Ramires foi titular na estreia de Mano Menezes contra o Goiás, mas não jogou mais - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Ramires foi titular na estreia de Mano Menezes contra o Goiás, mas não jogou mais Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

19/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Ramires foca em recuperação física e deve ser desfalque por entre 8 e 12 semanas
  • Mano Menezes preferiu reabilitar 100% o jogador em vez de usá-lo com limitações
  • Volante pode não entrar mais em campo nesta temporada

O processo de recuperação e recondicionamento físico pelo qual o volante Ramires está passando no Palmeiras tem a ver com uma preferência do técnico Mano Menezes. Conhecedor do futebol do jogador, o treinador detectou em seus primeiros dias no clube que ele estava treinando e atuando com limitações, e decidiu esperar que o núcleo de saúde e performance recoloque o camisa 18 em 100% de suas condições para voltar a utilizá-lo - o que deve levar entre oito e 12 semanas.

A postura de Mano é diferente da do antecessor Luiz Felipe Scolari, que preferia ter Ramires à disposição para usá-lo esporadicamente, conforme a necessidade, mesmo que o atleta não estivesse na plenitude de sua condição física. O novo treinador, ao contrário, optou por tirar mais o jogador das atividades de campo e, a princípio, não vai escalá-lo até que o departamento médico alviverde o devolva totalmente recuperado.

O problema de Ramires, segundo o Palmeiras, é que o método usado na China para a recuperação de uma lesão no tendão adutor causou consequências que limitam a movimentação do atleta e causam dor. O jogador foi submetido a um tratamento de PRP (plasma rico em plaquetas), que não seria padrão no Brasil para esse tipo de lesão, que causou uma fibrose (tecido mais duro) muito grande na região da cicatrização. O Verdão confia agora que conseguirá reverter esses efeitos com um tratamento diferente.

Contratado em junho após se desvincular do Jiangsu Suning, da China, Ramires estava há mais de um ano mantendo a forma apenas no time B da equipe asiática. Ele fez até agora três jogos pelo Palmeiras, todos pelo Brasileirão: ainda com Felipão, entrou no segundo tempo nos duelos contra Ceará e Grêmio; com Mano, foi titular na estreia do treinador contra o Goiás, mas substituído por Lucas Lima na segunda etapa.

Mano, aliás, indicou que pensava em Ramires como uma opção para montar uma dupla de volantes mais ofensiva. No jogo contra o Goiás, o atleta atuou no lugar do suspenso Felipe Melo e fez parceria com Bruno Henrique no centro do campo, sem um jogador mais fixo na marcação. Agora, sem Ramires, as opções do técnico para o setor, além dos titulares Felipe Melo e Bruno Henrique, são Matheus Fernandes, Thiago Santos e Jean. Ele também projeta testar Lucas Lima mais recuado.

O foco do Palmeiras com Ramires, portanto, está mais no ano que vem do que nesta temporada. O objetivo principal é devolvê-lo sem limitações à comissão técnica de Mano Menezes. Na estimativa mais otimista do departamento médico, o processo levaria oito semanas, o que colocaria o volante à disposição novamente no meio de novembro. O contrato de Ramires com o Verdão vai até 2023.

Mais Palmeiras