Topo

Empresários reúnem Neymar pai e presidentes em grupo de apoio a Mattos

Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, é alvo de protestos da torcida - Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação
Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, é alvo de protestos da torcida Imagem: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri, Samir Carvalho e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

05/09/2019 12h23Atualizada em 05/09/2019 17h04

Agentes influentes no mundo do futebol e também dirigentes de grandes clubes do país estão em um grupo de WhatsApp em apoio ao diretor de futebol Alexandre Mattos, que se tornou alvo de parte da torcida do Palmeiras nos últimos dias, especialmente os organizados. O grupo, denominado "Juntos com Ale Mattos", foi criado por André Cury, um dos empresários que mais participam das negociações do clube recentemente, e tem a intenção de fazer um movimento público contra os ataques ao cartola.

A relação de Mattos, Cury e outros empresários como Fabio Mello e Eduardo Uram - também presentes no grupo - já foi motivo de reclamações dos conselheiros e investigação no COF (Conselho de Orientação e Fiscalização). Há ainda outras relevantes figuras do meio esportivo. Giuliano Bertolucci, Neymar pai, Eduardo Maluf (empresário com boa relação no mundo árabe), Paulo Pitombeira, Bruno Paiva e Bruno Vicintin são alguns agentes que se uniram em prol do dirigente.

A intenção dos criadores do grupo, que conta até com representantes de Corinthians, Santos, São Paulo e clubes de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, é manifestar apoio público ao diretor de futebol.

As mensagens no grupo são em tom de apoio a Alexandre Mattos. Empresários e dirigentes veem como "inadmissível" e "absurdo" o que tem acontecido com o executivo de futebol palmeirense. As mensagens são todas demonstrando indignação com a postura da torcida em relação ao dirigente.

Alexandre Mattos se tornou alvo da torcida do Palmeiras após as duas eliminações recentes, em Copa do Brasil e Libertadores, e depois da troca no comando técnico - Mano Menezes substituiu Luiz Felipe Scolari.

Membros da organizada Mancha Alviverde têm feito constantes protestos contra o diretor de futebol desde o início da semana. Na noite de ontem, alguns integrantes da torcida foram à casa do cartola para cobrá-lo.