Topo

Brasileirão - 2019


Bahia cola no G6 e pode brigar por vaga que não vem há 31 anos

Destaque do Bahia, Gilberto é um dos vice-artilheiros do Campeonato com oito gols - Felipe Oliveira / EC Bahia
Destaque do Bahia, Gilberto é um dos vice-artilheiros do Campeonato com oito gols Imagem: Felipe Oliveira / EC Bahia

Do UOL, em São Paulo

02/09/2019 12h00

Além de confirmar a boa fase, o triunfo do Bahia por 1 a 0 sobre o CSA no último sábado (31) pode ter colocado o time de Salvador na briga por uma vaga na Libertadores de 2020.

Isso porque o Bahia ocupa a 8ª colocação do Campeonato Brasileiro, mas está empatado com Atlético-MG e Internacional, todos com 27 pontos. Três a menos que o Palmeiras, quinto colocado com 30 pontos.

As chances de o Bahia conseguir uma vaga na Libertadores podem crescer dependendo dos resultados nos outros torneios. Caso o vencedor da Copa do Brasil, da Libertadores ou da Sul-Americana esteja no G6, mais vagas podem surgir via Campeonato Brasileiro. Até mesmo um G9 pode acontecer.

Caso consiga entrar e se manter no G6 do Campeonato Brasileiro, o Bahia conseguiria ir para a Libertadores pela primeira vez desde 1989, quando conquistou a vaga após o bicampeonato brasileiro do ano anterior.

Aquela foi a terceira participação do Esquadrão de Aço na principal competição continental e até hoje é a melhor campanha de um clube nordestino no torneio. O Bahia liderou o Grupo 2, que tinha também Deportivo Táchira (COL), Internacional (RS) e Marítimo (COL), venceu o Universitário (PER) nas oitavas de final, mas acabou eliminado pelo Inter nas quartas.

A última vez que o Nordeste teve um time na Libertadores foi em 2009, quando o Sport conquistou a vaga após a conquista da Copa do Brasil de 2008 e foi eliminado pelo Palmeiras nas oitavas de final.

G6 no Pós-Copa América

O torcedor baiano também pode comemorar a ótima campanha que o time vem fazendo neste Brasileirão, principalmente após a pausa para a Copa América. O Bahia é o sexto melhor time após a pausa, com 15 pontos somados. Além disso, está há sete jogos invicto. São três vitórias (Flamengo, Atlético-MG e CSA) e quatro empates (Cruzeiro, Chapecoense, Palmeiras e Goiás).

Este desempenho é o melhor entre os três times que estão empatados com 27 pontos. Tanto Atlético-MG quanto Inter estão à frente do Bahia na tabela por conta de uma vitória, porém, no "pós-pausa", ambos somam apenas 11 pontos. O Galo perdeu seus últimos três jogos, enquanto o Colorado ainda não conseguiu engatar uma sequência de vitórias.

O bom desempenho no Brasileirão fez o Bahia chegar à sua melhor campanha no primeiro turno na era dos pontos corridos. Em 2018, o time terminou as 19 primeiras rodadas com 25 pontos. Agora são 27 e ainda faltam duas rodadas para finalizar a primeira metade do campeonato.

O Bahia hoje é um time consistente no ataque, tendo o atacante Gilberto como sua principal arma. Ele tem oito gols no Campeonato e é um dos vice-artilheiros junto com Eduardo Sasha (Santos), Arrascaeta (Flamengo) e Everaldo (Chapecoense). E também a quarta melhor defesas, com 15 gols sofridos.

"É o nono jogo que a gente não toma gol. Mais da metade do primeiro turno. O que nos possibilita estar sempre vivo nas partidas. Este foi o jogo da maturidade, uma vitória da consistência do trabalho. Esses 27 pontos nos colocam em uma posição muito importante na competição. Esses 27 pontos não foram conquistados por acaso", destacou o técnico Roger Machado na entrevista coletiva após a vitória de sábado.

Os últimos dois jogos do Bahia neste primeiro turno do Brasileirão serão contra o Vasco, na manhã do próximo sábado (7), e depois no dia 15, quando receberá o Fortaleza.