Topo

Futebol


Como Everaldo deixa o Corinthians "bipolar" na temporada

Everaldo (direita) e Boselli comemoram gol do Corinthians sobre o Botafogo, pelo Brasileirão  - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Everaldo (direita) e Boselli comemoram gol do Corinthians sobre o Botafogo, pelo Brasileirão Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/08/2019 04h00

O Corinthians jogará com o time reserva diante do Avaí, amanhã, às 19h (de Brasília), na Ressacada, em Florianópolis, em duelo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas, entre os suplentes, pode se dizer que o Timão terá um reforço: Everaldo. O atacante desfalca a equipe na Sul-Americana por ter defendido o Fluminense, justamente o adversário do Timão nas quartas de final.

Everaldo se destaca no Brasileirão e, aliás, muda bastante a maneira do Corinthians jogar na temporada 2019, pois é o único atacante do elenco com características de partir para cima do adversário - o um contra um - e que busca bastante a profundidade, a linha de fundo nas jogadas de ataque.

Quando Everaldo não joga, por exemplo, o Corinthians tem uma postura diferente no ataque. O time de Carille fica menos incisivo, pois o titular da posição, Clayson, prefere a jogada em diagonal e costuma "cortar" para o meio, buscando invertidas de bola e finalizações. Do outro lado do campo, na direita, Pedrinho tem característica semelhante.

Após o empate sem gols contra o Fluminense na Sul-Americana, partida em que o Corinthians quase não criou jogadas de profundidade, o técnico Fábio Carille tentou amenizar a carência de um jogador com as características de Everaldo.

O treinador, aliás, assumiu uma espécie de Corinthians "bipolar" por conta de Everaldo, pois ele já trabalha o seu time de acordo com a característica de cada atacante que ele tem à disposição no Brasileiro e Sul-Americana.

"Eu não senti porque eu já sabia que não ia ter. Duro é quando perde um jogador na última semana, na véspera, aí fica preocupado. Não sente porque já sabia que não ia ter. Fomos campeões assim em 2017 no Brasileiro sem ter esse jogador [atleta com características de Everaldo], mas temos jogadores de outra característica que podem ser decisivos no um contra um, buscar gols. Nem pensa porque sabemos que não vamos ter, temos que trabalhar com o que temos à disposição para o jogo", disse.

O Corinthians briga para se manter no G-6 do Campeonato Brasileiro e, dependendo dos concorrentes, pode até terminar a rodada no G-4, caso vença o Avaí, na Ressacada. O time deve entrar em campo com a seguinte escalação: Walter; Michel, Gil (Manoel), Bruno Méndez e Carlos Augusto; Ralf; Ramiro, Matheus Jesus, Sornoza e Everaldo; Boselli.

Mais Futebol