Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Em alta no Corinthians, Everaldo lamenta Diniz fora do Flu: "Futebol perde"

Everaldo e atacante argentino Boselli comemoram gol do Corinthians sobre o Botafogo, pelo Brasileirão  - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Everaldo e atacante argentino Boselli comemoram gol do Corinthians sobre o Botafogo, pelo Brasileirão Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

19/08/2019 11h48

Contratado pelo Corinthians há três meses, o atacante Everaldo marcou seu primeiro gol no sábado, na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes de chegar ao clube de São Paulo, ele defendia o Fluminense e evoluiu sob o comando do técnico Fernando Diniz, demitido hoje, três dias antes de as duas equipes se enfrentarem pela ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. O corintiano lamentou a queda de quem tanto o fez crescer.

"Fico triste, porque ele é um excelente profissional, aprendi bastante coisa. É uma perda para o futebol, porque é um excelente treinador, um cara que trabalha bastante. Agora é continuar, creio que logo logo ele estará de volta (...) O período em que passei trabalhando com o Diniz aprendi bastante coisa. De pisar na área, movimentar bastante, rodar, poder até acompanhar lateral até a bandeirinha se for preciso. Aprendi bastante coisa nesse sentido. Lá no Fluminense não só comigo, mas com todos, ele ensinou a ter caráter, a ser um jogador que busca o tempo todo dar seu máximo, do primeiro ao último minuto. Aprendi bastante coisa com ele", disse o atacante de 25 anos.

Everaldo deixou o Fluminense como um dos principais jogadores do time. Ele havia sido contratado em julho do ano passado, por empréstimo do Velo Clube-SP, e saiu em maio, ao fim do contrato. Ao todo foram 54 partidas e sete gols marcados. Neste ano é que ele virou titular, justamente com Diniz, fez cinco gols e deu seis assistências. E aí pintou o interesse do Corinthians, em que ele agora vive boa fase técnica, com oito partidas e o primeiro gol marcado.

"Eu espero esta trabalhando dia a dia, firme e forte com meus companheiros para estar melhorando e chegar em uma condição ideal. Sabemos que falta muito, mas estamos trabalhando forte para alcançar objetivos e tudo o que queremos até o fim da competição. Estou trabalhando forte, entrosando a cada jogo que passa com meus companheiros. Agora é ganhar sequência para ganhar crescimento", disse o atacante, que disputa posição com Clayson no time titular: "Graças a Deus hoje dizemos que não tem time, tem um grupo. Entra peça, sai peça, jogadores que entram dão seu máximo e as coisas estão acontecendo, as vitórias aparecendo."

Everaldo não pode jogar pela Copa Sul-Americana por ter sido inscrito anteriormente pelo Fluminense. Ele torcerá pela TV, promete dar dicas sobre o que conhece do ex-clube e não espera mudanças após a demissão de Fernando Diniz: "Fico um pouco triste de não poder jogar, não estar à disposição. Mas já que não posso jogar vou estar na torcida, espero que meus companheiros possam fazer um bom jogo (...) Como está muito recente não acho que vá mudar muita coisa, porque os jogadores são os mesmos, mesmas peças."