PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

"Tá mal, Arão"? Jogador vive lua de mel com Jesus e desponta no Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/08/2019 04h00

Em uma relação marcada por tapas e beijos com a torcida do Flamengo, Willian Arão festejou 200 jogos pelo clube com vitória por 3 a 1 sobre o Grêmio, um gol e a consolidação de um momento de alta do jogador, que tem sido celebrado no Maracanã e na "arquibancada virtual".

Criticado por alguns, fato é que o camisa 5 viu seu desempenho subir desde a chegada de Jorge Jesus. O protagonismo do volante vem tempos depois de o português proferir "tá mal, Arão", frase que viralizou nas redes e rendeu memes, música e gozações.

A crítica do luso foi no jogo-treino contra o Madureira, atividade comandada pelo técnico em seus primeiros dias de Gávea. Insatisfeito com o posicionamento do jogador, Jesus pegou no pé do camisa 5, que tem sido fundamental neste novo momento.

Seja como primeiro homem de meio ou atuando mais avançado, Arão virou peça-chave no Rubro-negro, com uma intensidade pouco vista em todo seu período vestindo vermelho e preto.

"O Arão é muito competitivo, joga 90 minutos com muita intensidade. Tecnicamente rende mais jogando de frente, como primeiro volante. O Diego, o pensador do jogo, não tenho podido contar com ele. Isso me obrigou a olhar para o Arão e outros jogadores de forma diferente", elogiou Jesus.

Dois dias após o nascimento de Natan, seu filho, o jogador vai passar o Dia dos Pais cheio de razões para celebrar. Ele avaliou que a performance da equipe foi boa durante quase todo jogo de ontem.

"Jogamos bem o primeiro tempo, tivemos um pouco de dificuldades, mas nos acertamos. No segundo tempo seguimos criando, finalizamos bem as jogadas. A equipe se portou bem durante uns 70 minutos", analisou ao "Premiere".

Após o duelo no Rio de Janeiro, o Fla tem alguns dias livres até encarar no sábado rival Vasco, às 19h, no Mané Garrincha. Em um time repleto de nomes badalados e reforços milionários, quem tem dado as cartas é Willian Arão.

Flamengo