Topo

Esporte


Gremista que vai dar prêmio de craque da final sonha com Cebolinha e Arthur

Jean (em primeiro plano) vai entregar prêmio para o craque da Copa América - Divulgação
Jean (em primeiro plano) vai entregar prêmio para o craque da Copa América Imagem: Divulgação

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/07/2019 18h25

O gaúcho Jean Tiago Basegio, de 29 anos, não entrará em campo na final de amanhã (7) entre Brasil e Peru, às 17h, no Maracanã, mas também será seu momento de glória.

Sorteado para entregar o troféu para o craque da decisão da Copa América, esse gremista fanático sonha que o prêmio seja destinado a Everton Cebolinha ou a Arthur, ambos jogadores identificados com o Grêmio. Selecionado em sorteio promovido pelo Clube N1, plataforma de experiências da Brahma, patrocinadora da premiação, ele conta os minutos para estrear no estádio carioca.

"É minha primeira vez no Rio de Janeiro. Quando me avisaram do sorteio, não acreditei. Só caí na real quando me ligaram avisando mesmo. Como gremista fanático, espero que o troféu fique com o Cebolinha ou o Arthur. Seria legal", disse Basegio ao UOL Esporte.

Toninho do Momo entrega prêmio a Cavani - Staff Images/Conmebol
Toninho do Momo entrega prêmio a Cavani
Imagem: Staff Images/Conmebol

Morador de Flores da Cunha, cidade com cerca de 30 mil habitantes na Serra Gaúcha, Jean faz sua estreia no Maracanã, mas conta que já seguiu o clube do coração em outros estádios pelo Brasil. Ao entregar o prêmio, o recepcionista terá a honra que coube a nomes como Wesley Safadão, Bell Marques e Fred.

"Me inscrevi na promoção, mas não botei fé nenhuma", brincou ele.

Detentora da marca Brahma, a Ambev, que patrocina a Copa América, tem utilizado o prêmio entregue ao melhor jogador das partidas como uma plataforma para impulsionar negócios, prestigiar parceiros e estreitar laços com seu público-alvo.

Parte do pacote de marketing da marca durante a competição continental, a premiação deixou de lado o estilo formal de cartolas e colocou em cena figuras populares da gastronomia das cidades e influenciadores digitais, além de artistas conhecidos do grande público. O uruguaio Cavani, por exemplo, recebeu sua taça pelo desempenho contra o Chile das mãos de Toninho, dono do Bar do Momo, na Tijuca, no Rio de Janeiro, referência da gastronomia de boteco fluminense. Outro empresário do ramo, Kadu Tomé, do também carioca Bracarense, premiou Gatito Fernández.

Duda Garbi entrega prêmio a Messi - Staff Images/Conmebol
Duda Garbi entrega prêmio a Messi
Imagem: Staff Images/Conmebol

"O Jean vai viver ao lado da namorada, do irmão e da cunhada todas as emoções da partida, do aquecimento no gramado até conhecer o craque do jogo, em momentos que ficarão gravados na memória dele para sempre", disse João Pedro Zattar, gerente de marketing esportivo da Ambev

A multinacional tentou trazer o "russo do meme", torcedor que ficou célebre durante a Copa de 2018, para inaugurar o projeto. A agenda de trabalho de Yuri Torski impediu sua vinda ao Brasil. Sem o alvo inicial, Wesley Safadão deu a Philippe Coutinho o troféu de craque de Brasil x Bolívia. Na grande final, a entrega da taça caberá ao gremista Jean.

Mais Esporte