Topo

Seleção Brasileira


Thiago Silva critica organização, gramados e regulamento da Copa América

Thiago Silva e Derlis Gonzalez no jogo Brasil x Paraguai pela Copa América -  Raul ARBOLEDA / AFP
Thiago Silva e Derlis Gonzalez no jogo Brasil x Paraguai pela Copa América Imagem: Raul ARBOLEDA / AFP

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

29/06/2019 18h58

Thiago Silva foi mais um para engrossar o coro de críticas à Copa América. O zagueiro da seleção brasileira disse, em coletiva de imprensa concedida hoje na Cidade do Galo, em Belo Horizonte, que a competição apresenta falhas inadmissíveis para uma disputa deste porte.

Para o atleta do PSG, um bom gramado é o mínimo que as seleções deveriam ter para que o espetáculo tenha melhores condições. Além disso, ele fez críticas aos deslocamentos das delegações e da organização em geral.

"Em termos de gramado, todos vocês sabem a condição que estão. Não só nós reclamamos, mas outros também, frisando essa situação. Acho que é o mínimo que teria que ser feito né? Para ter bons jogos. Também poderia ter um público maior e, para isso, o ingresso poderia ser um pouco mais barato", iniciou.

"A logística de hotel, em dia de jogo, tem sido muito difícil, principalmente em São Paulo. Em dia de treino que reconhece o gramado, a gente leva uma hora praticamente para chegar. Podia ter sido feito um pouco melhor. Espero que da próxima vez isso venha ao caso. Mas o mínimo tinha que ser um bom gramado. A nossa equipe, a mais diferente, tenta jogar mesmo com gramado ruim, mas corre riscos. Às vezes, você chuta para fora e acaba fazendo o que não está programado nos treinamentos", afirmou Thiago em coletiva de imprensa.

Na coletiva de imprensa após a classificação em cima do Paraguai, Tite detonou o gramado da Arena Grêmio, aumentando uma lista de reclamações que já tinha Messi, Suárez, Cavani e vários técnicos como signatários.

Em termos gerais, a organização da competição também já havia sido criticada por outras seleções, como Uruguai, Argentina e Venezuela. Ontem, o Chile se atrasou para chegar à Arena Itaquera, para o confronto contra a Colômbia, e se revoltou. O início do jogo foi até adiado.

Thiago ainda aproveitou a entrevista para criticar também o regulamento da competição por conta da diferença de resolver um empate no mata-mata. Nas quartas de final, não há prorrogação e a decisão é feita diretamente nos pênaltis. A partir da semifinal, o empate termina na prorrogação.

"Não entendo em uma competição como essa, nas quartas não ter prorrogação. Qual a diferença para a semi e final? Ou coloca ou não coloca. Isso favorece as equipes com o gramado ruim, que não querem jogo. Não assisti ao jogo, mas acredito que o Uruguai estivesse se impondo, o Peru fechadinho levou para os pênaltis e foi feliz. Tem determinadas situações que eles levam um pouco de vantagem. Quando fizemos 5 a 0 no Peru, falaram que é uma equipe fraca. A gente sabe como as equipes se preparam, a gente se prepara para todas as situações", finalizou.

Mais Seleção Brasileira