Topo

Esporte


Rueda relembra tempos de Flamengo e evita colocar Chile como favorito

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/06/2019 22h58

Reinaldo Rueda modificou totalmente o sentimento do torcedor chileno da noite chilena de hoje (17), no Morumbi. Vaiado durante o anúncio da escalação, o treinador saiu do estádio de São Paulo satisfeito com a atuação segura da seleção roja, que goleou o Japão pelo placar de 4 a 0 pela primeira rodada da Copa América. Apesar da estreia contundente, o treinador, que se recordou do período no Flamengo, evitou colocar o time como favorito.

"A nossa ideia é melhorar o tempo inteiro. Temos que melhorar muito ainda. Os favoritos seguem os mesmos na minha análise. Estamos fazendo o nosso trabalho e nós vimos que os favoritos jogaram muito bem também. Continuamos com a mesma análise", disse o treinador, que coloca Brasil, Colômbia e Uruguai como os postulantes mais fortes ao título.

Rueda usou uma formação trabalhada há pouco tempo com Erick Pulgar, autor do primeiro gol, como companhia a Arturo Vidal e Charles Aránguiz no setor de meio-campo. O treinador se deleitou com a dinâmica imposta pelo volante do Bologna e deve manter esta formação para os compromissos diante de Equador e Uruguai.

"São várias situações que temos. Estes últimos jogos foram muito uteis para ver diferentes possibilidades. Hoje tivemos duas situações no meio-campo. Tem que ser um pouco dependente da inteligência do Erick [Pulgar], Charles [Aránguiz]e Arturo [Vidal]. A maturidade do Erick vem atingindo no Bologna caiu muito bem para nós", declarou.

Os elogios a Erick Pulgar serviram para ratificar a análise positiva pela vitória. Nem quando questionado sobre o passado do Flamengo, time tratado com carinho pelo treinador, Reinaldo Rueda esqueceu de elogiar a própria equipe depois da goleada nesta estreia.

"É uma satisfação, uma conquista profissional, poder ter compartilhado meu tempo e nossos conhecimentos com o Flamengo. Lucas Paquetá é uma situação positiva para nós, ele conseguiu uma boa colocação e projeção internacional pelo trabalho que foi feito, mas no Chile temos talentos muito bons também, cada jogador é muito importante. Estamos muito bem preparados", ratificou.

Mais Esporte