Topo

Futebol


Sem torcida, Venezuela treina na Bahia com santista Soteldo em destaque

Soteldo, da Venezuela, durante entrevista coletiva no estádio de Pituaçu, onde a equipe treinou hoje - Gabriel Carneiro/UOL
Soteldo, da Venezuela, durante entrevista coletiva no estádio de Pituaçu, onde a equipe treinou hoje Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Gabriel Carneiro

Do UOL, em Salvador

16/06/2019 21h08

A seleção da Venezuela começou hoje à noite sua preparação para enfrentar o Brasil na terça-feira, às 21h30, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. Horas após desembarcar em Salvador, a equipe já treinou no estádio de Pituaçu com apenas 15 minutos abertos à imprensa. Ao contrário do que ocorreu com Argentina e Colômbia, as outras seleções que já atuaram na Arena Fonte Nova, nenhum torcedor venezuelano marcou presença no local.

VEJA TAMBÉM

Todos os 23 jogadores convocados para a Copa América trabalharam hoje em Pituaçu, inclusive o lateral-esquerdo Luis Mugo, que foi expulso no empate com o Peru da primeira rodada. Mugo, aliás, conversou longamente com o técnico Rafael Dudamel antes do início do treino. O meia John Murillo e o atacante Yefferson Soteldo concederam entrevistas coletivas, e o jogador do Santos chamou atenção por ter respondido perguntas dos jornalistas pelo dobro de tempo que o companheiro.

Treino de hoje teve só 15 minutos abertos à imprensa no estádio de Pituaçu - Gabriel Carneiro/UOL
Treino de hoje teve só 15 minutos abertos à imprensa no estádio de Pituaçu
Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Soteldo já se sente à vontade atuando no Brasil. Mas o português ainda é um obstáculo. "É muito pouco tempo aqui no Brasil, converso muito com os companheiros do Santos, um pouquinho em português e um pouquinho em espanhol, porque eles também gostam de aprender. É bom ter essas experiências. O português está melhorando pouco a pouco", disse o atacante, incentivado a dizer uma frase em português sobre a partida de terça-feira contra o Brasil.

"Espero que façamos um bom jogo, que as pessoas possam desfrutar o que será Brasil e Venezuela, porque espero que seja um jogo espetacular."

A Venezuela volta a treinar amanhã, ainda sem definição se em Pituaçu ou na Fonte Nova para reconhecimento de gramado, e enfrenta o Brasil na terça-feira, às 21h30, na Arena Fonte Nova.

Futebol