Topo

Futebol


Americanas fazem 13 na Tailândia na maior goleada da história das Copas

Alex Morgan abre o placar para os Estados Unidos contra a Tailândia na Copa do Mundo feminina - Robert Cianflone/Getty Images
Alex Morgan abre o placar para os Estados Unidos contra a Tailândia na Copa do Mundo feminina Imagem: Robert Cianflone/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/06/2019 17h50

A seleção dos Estados Unidos estreou nesta terça-feira (11) na Copa do Mundo feminina contra a Tailândia e não teve dificuldades para conquistar sua primeira vitória. Maior vencedora da competição, com três títulos, a equipe comandada por Jill Ellis dominou a partida e venceu por 13 a 0, resultado que representa a maior goleada da história do torneio.

As norte-americanas não demoraram para confirmar seu favoritismo e abriram o placar aos quatro minutos. Alex Morgan recebeu passe de cabeça dentro da área e apenas empurrou para o fundo da rede. Contudo, o gol foi anulado após ser constatado com auxílio do VAR que a atacante do Orlando Pride estava em posição de impedimento.

Mas não demorou até que Morgan deixasse sua marca: a atacante recebeu cruzamento da direita e, de cabeça, desviou para fazer o gol. Menos de dez minutos depois, os Estados Unidos voltaram a marcar com Lavelle em belo chute da entrada da área após assistência de Morgan.

Aos 31 minutos, a partida começou a ganhar ares de goleada: após tentativa de jogada ensaiada em cobrança de falta, a bola a sobrou para Horan dentro da área só fuzilar o gol defendido por Charoenying para fazer 3 a 0.

A primeira etapa terminou com um verdadeiro massacre das norte-americanas. Foram 11 chutes a gol contra apenas um das tailandesas, sendo que os EUA tiveram 73% da posse de bola.

No retorno do intervalo, os Estados Unidos precisaram de apenas quatro minutos para fazer o quarto gol. Mewis arriscou chute de fora da área e contou com desvio da defesa para fazer 4 a 0. Morgan, após cobrança de falta, marcou o quinto, e Mewis fez o sexto, transformando a goleada em massacre.

As tailandesas não conseguiam segurar o ímpeto ofensivo dos Estados Unidos, que logo fizeram o sétimo gol com Lavelle. Morgan recebeu a bola dentro da área, limpou a marcação com facilidade e bateu para fazer o oitavo gol dos Estados Unidos. Vale destacar que nem a atleta, nem a torcida chegaram a comemorar de forma muito entusiasmada. Em rápido contra-ataque, os Estados Unidos chegaram ao nono gol com a veterana Rapinoe.

Aproveitando a facilidade em campo, Morgan fez mais um com um belo chute de perna esquerda e chegou a quatro gols, que lhe colocam temporariamente no topo da artilharia da competição, superando a brasileira Cristiane, que fez três gols.

A goleada, que já representava a maior dos Estados Unidos no torneio, se tornou histórica: Pugh driblou a goleira após receber passe em profundidade e fez 11 a 0. Morgan ainda fez seu quinto gol na partida ao chutar forte de fora da área. Com isso, os Estados Unidos assumiram o posto de maior goleada da Copa do Mundo, superando a vitória da Alemanha sobre a Argentina em 2007 por 11 a 0. Lloyd, que entrou no segundo tempo, tocou com calma no canto esquerdo para fazer 13 a 0 e decretar o fim do massacre norte-americano.

Na próxima rodada, os Estados Unidos enfrentam o Chile, no domingo (16), às 13h. Já a Tailândia volta a entrar em campo contra a Suécia, no mesmo dia, às 10h.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado, Alex Morgan é jogadora do Orlando Pride (EUA), e não do Lyon (FRA). A informação foi corrigida.
Diferentemente do que foi publicado, a partida Alemanha 11 x 0 Argentina aconteceu na Copa do Mundo de 2007, e não na de 2011. A informação foi corrigida.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Mais Futebol