PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Daniel Alves defende Neymar: "Está calmo por estar com a verdade"

Neymar durante o aquecimento do amistoso da seleção brasileira contra o Qatar - Andre Borges/AGIF
Neymar durante o aquecimento do amistoso da seleção brasileira contra o Qatar Imagem: Andre Borges/AGIF

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em Brasília

06/06/2019 01h25

Classificação e Jogos

Um dos jogadores mais próximos de Neymar, Daniel Alves saiu em defesa ao amigo acusado de estupro por Najila Trindade Mendes de Souza. O lateral-direito comentou o caso ao passar pela zona mista do estádio Mané Garrincha, em Brasília, após a vitória da seleção brasileira por 2 a 0 sobre o Qatar.

"O Ney está tranquilo e preocupado ao mesmo tempo. Ele sente na gente um grande apoio, a gente sabe do caráter e da índole dele, de onde ele vem. O Ney está calmo por estar com a verdade e preocupado com a exposição. Uma situação dessa não é favorável para ninguém. Que tudo se resolva e que as pessoas comecem a se preocupar mais com o ser humano", argumentou o capitão do Brasil.

Daniel evitou dar qualquer palpite sobre como Neymar deve conduzir o delicado tema. Na própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF) há quem defenda o afastamento do atacante até que o caso seja resolvido. Para deixar a situação mais complicada, Neymar sofreu uma entorse no tornozelo direito durante o amistoso da noite da última quarta-feira. Daniel Alves pede paciência com o amigo.

"Ele é humano. E como todo humano tem seus sentimentos. Evidentemente, passar esses tipos de situação não é fácil para ninguém. Ainda mais ele, que está exposto. As pessoas deveriam ter um pouco mais de cuidado. Jogar com a vida dos outros não é aconselhável. Que tudo se resolva e as pessoas consigam voltar atrás em certos tipos de acusação. Temos de viver em paz", disse o lateral, que prosseguiu:

"O ser humano está perdendo a noção e 'desalimentando' (sic) suas emoções. Temos que tomar cuidado. Que tudo se resolva e as pessoas tenham mais consciência de que o humano está à frente do famoso e da condição social. É fácil opinar sobre a vida dos outros. Esse é um grande problema da sociedade, que quer viver a vida dos outros. Isso gera uma insanidade mental, uma insensibilidade".

Seleção Brasileira