PUBLICIDADE
Topo

Jogadores da seleção saem em defesa de Neymar após acusação de estupro

Fernandinho, durante treino da seleção brasileira antes da Copa América - Lucas Figueiredo/CBF
Fernandinho, durante treino da seleção brasileira antes da Copa América Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em Teresópolis (RJ)

02/06/2019 14h44

Classificação e Jogos

Os jogadores da seleção brasileira manifestaram apoio irrestrito a Neymar após a acusação de estupro feita por uma mulher com identidade protegida na sexta-feira à noite, em uma delegacia em São Paulo.

Em entrevista concedida hoje na Granja Comary, Fernandinho, Everton e Lucas Paquetá repetiram palavras de apoio ao camisa 10. O meio-campista do Manchester City foi o mais enfático ao mostrar a certeza que seu companheiro não é culpado.

"Não vai contaminar o nosso ambiente. Nós sabemos como é o Neymar como pessoa. A gente conhece a índole do Neymar. A gente tem certeza que ele vai provar que é inocente. Os fatos são bem estranhos, coisa meio premeditada. Mas isso precisa ser esclarecido o mais rápido possível. Isso será esclarecido. O Neymar vai ter a paz que ele merece e vai continuar o trabalho", afirmou o volante.

"O mais triste nesta história toda é que o que está em jogo é o nome da pessoa. O que você tem de mais importante na vida é o nome. E as coisas são jogadas ao vento, com uma acusação tão séria e tão grande", completou.

Everton, do Grêmio, foi mais sucinto, mas também manifestou apoio. "A gente vai ficar de fora disso, é uma questão pessoal que ele está resolvendo. Mas a gente vai dar total apoio e total força. A gente sabe que tudo que tem o nome dele toma proporções maiores", afirmou o atacante.

Paquetá repetiu parte do discurso de seu colega e afirmou que o ambiente não será influenciado por isso. Ele pontuou o cuidado que todos os jogadores de futebol precisam ter por viverem em uma exposição constante.

"Cuidado [com redes sociais] tem que existir, sou orientado pela família, minha esposa, assessores. Sobre o Neymar é um assunto pessoal, não vou comentar", afirmou.

Neste domingo, a Polícia Civil foi à Granja Comary para coletar informações sobre o caso. O jogador não estava na concentração no momento por estar de folga, assim como seus outros companheiros.

Seleção Brasileira