Topo

Brasileirão - 2019


CSA melhora no 2º tempo, bate Goiás e vence a primeira no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

27/05/2019 21h56

O CSA venceu a primeira partida no Campeonato Brasileiro ao fazer 1 a 0 diante do Goiás, hoje, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 6ª rodada da competição. A equipe goiana começou melhor o jogo, mas os alagoanos voltaram melhor na segunda etapa e garantiram a vitória.

Com o placar, o CSA foi para a 17ª posição e passou o Grêmio, atualmente em 18º lugar.

O melhor: Maranhão

O meia não começou bem a partida, mas se destacou no segunda etapa da partida e fez o gol da vitória do CSA.

O pior: Michael

O atacante do Goiás não teve um bom desempenho como estava acontecendo nos últimos jogos e acabou substituído por Rafinha.

O gol

Patrick Fabiano tocou em profundidade para Maranhão, que recebeu na entrada da área e chutou no canto esquerdo do gol de Tadeu para abrir placar.

Arbitragem feminina

A partida foi marcada pela volta de uma mulher como árbitra de uma partida do Campeonato Brasileiro após 14 anos. Edina Alves apitou ao lado da assistente Neuza Inês Back. A assistente chegou a marcar impedimento em um gol do CSA no começo do segundo tempo, e o lance foi confirmado pela árbitra.

Cronologia

O Goiás teve mais oportunidades de abrir o placar no começo do jogo, e o CSA começou a se recuperar na metade do primeiro tempo. Já na segunda etapa, o CSA voltou mais organizado. Aos cinco minutos, Patrick Fabiano chegou a balançar as redes, mas estava impedido. O gol de Maranhão veio aos 16 minutos.

FICHA TÉCNICA
CSA 1 x 0 x GOIÁS

Data: 27/05/2019
Local: Rei Pelé, Maceió (BRA)
Horário: 20h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (6ª rodada)
Árbitra: Edina Alves Batista
Assistentes: Neusa Inês Back e Emerson Augusto de Carvalho.
Cartões Amarelos: Naldo aos 8 minutos do primeiro tempo; Apodi aos nove minutos e Jordi aos 42 minutos do segundo tempo (CSA) e Daniel Guedes aos 28 minutos do primeiro tempo (Goiás)
Gol: Maranhão aos 16 minutos do segundo tempo.

CSA: Jordi, Apodi, Gerson, Luciano Castán, Carlinhos, Naldo, Matheus Sávio, Didira, Maranhão (Dawhan), Patrick Fabiano (Cassiano), Nilton (Victor Paraíba) Treinador: Marcelo Cabo.

Goiás: Tadeu, Daniel Guedes, David Duarte, Yago, Jefferson, Geovane, Yago Felipe (Marcinho), Giovanni Augusto (Marlone), Michael Delgado, Leandro Barcía, Kayke. Técnico: Claudinei Oliveira.