Topo

Seleção Brasileira


Neymar é referência para jovens, mas chega à seleção para "puxão de orelha"

Astro do PSG foi liberado para se apresentar à seleção três dias antes do previsto - Aurelien Meunier/PSG/Getty Images
Astro do PSG foi liberado para se apresentar à seleção três dias antes do previsto Imagem: Aurelien Meunier/PSG/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/05/2019 04h00

Neymar chegou hoje na Granja Comary para iniciar sua preparação com a seleção brasileira para a Copa América. O atacante se apresenta cercado por críticas externas após uma temporada recheada de polêmicas e ainda terá uma conversa dura com Tite sobre o soco desferido em um torcedor na final da Copa da França. Ainda assim, o astro consegue se manter em alta entre os jogadores que defenderão o Brasil. Os mais jovens, que estão iniciando agora a carreira na seleção, asseguram que têm Neymar como referência.

As três entrevistas coletivas de ontem são prova disso. O goleiro Ederson (25 anos) e os atacantes Richarlison e David Neres (ambos de 22 anos) foram perguntados sobre o craque e todos os temas delicados que o cercam, como a chance de perder a faixa de capitão do Brasil. O trio fugiu de polêmicas e exaltou a capacidade técnica de Neymar.

"Eu acho que por ser quem ele é, ele é muito cobrado. Ele é a maior referência do futebol brasileiro e todos os jogadores já são cobrados, têm o seu peso. É normal do futebol. (Sobre ser capitão) Acho que não cabe a mim falar, mas sim ao professor. Independente de quem seja o capitão, vou sempre respeitar e ouvir os mais experientes. Todo jogador brasileiro tem ele (Neymar) como referência, inclusive eu. Vou tentar aprender o máximo. Todos sabem que ele é um dos melhores do mundo", ponderou David Neres.

Ederson acredita que Neymar pode ser um líder para a seleção com ou sem a braçadeira, que poderia ficar em risco justamente devido à agressão a um torcedor após o Paris Saint-Germain perder a final da Copa da França. Richarlison confia que Tite tomará a melhor decisão sobre o caso - técnico não pensa em tirá-lo do posto - e prefere pensar no que Neymar pode entregar em campo. Diz, inclusive, que está ansioso para melhorar o entrosamento com a estrela do time canarinho.

"Jogar com o Neymar é diferente, né? Eu e ele combinamos jogadas aqui na seleção. E é uma felicidade jogar com ele, qualquer bola está na cara do gol. É muito importante ter ele na equipe", pontuou.

Neymar chegou à Granja Comary, em Teresópolis, por volta das 12h20 de hoje. O jogador tinha chegada prevista somente na próxima terça-feira, dia 28 de maio, ao lado dos zagueiros Marquinhos, Thiago Silva e Militão, do volante Arthur e do meia Philippe Coutinho, porém resolveu antecipar a apresentação. O elenco da seleção brasileira só deve ficar completo a partir de 6 de junho, quando os corintianos Cássio e Fagner se apresentarem. Serão dois amistosos - dia 5, contra o Qatar, e dia 9, contra Honduras - antes da estreia na Copa América, marcada para 14 de junho, contra a Bolívia, no Morumbi.

Mais Seleção Brasileira