Topo

Brasileirão - 2019


Vasco e Grêmio brigarão para não cair no Brasileiro? Blogueiros opinam

Vasco de Vanderlei Luxemburgo é o último colocado do Brasileirão - Thiago Ribeiro/AGIF
Vasco de Vanderlei Luxemburgo é o último colocado do Brasileirão Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

20/05/2019 16h08

Ainda sem vencer no Campeonato Brasileiro e com apenas dois pontos somados em cinco rodadas, o Vasco (20º) de Vanderlei Luxemburgo e o Grêmio (19º) de Renato Gaúcho ocupam as duas últimas posições da tabela.

Mas o que esse início ruim de competição representa? Há chance de eles brigarem para não cair para a Série B? Na opinião dos blogueiros do UOL Esporte, o Vasco corre esse risco, mas o Grêmio, não. Confira:

ANDRÉ ROCHA

A realidade do Vasco, sim, é se manter na Série A. E é claro que o risco existe, com um elenco limitado, turbulência política, problemas financeiros e um treinador veterano que é uma grande incógnita. A lanterna não é por acaso.

O Grêmio deve crescer depois da volta da pausa para a Copa América. Mas se seguir indolente no Brasileiro e for longe na Copa do Brasil e na Libertadores pode se complicar, sim. Mas ainda assim não vejo risco de rebaixamento. Há muitos times para cair por ele.

BOLÍVIA

As últimas posições na tabela são a única coisa que Grêmio e Vasco têm em comum neste momento. A situação do Grêmio é temporária, casual, pelo elenco, condições financeiras e administrativas estáveis, títulos recentes e tudo mais. Não é segredo que o Renato prioriza a Libertadores e até a Copa do Brasil, mas também não pode simplesmente sentar em cima de tudo isso e achar que a bola vai entrar no gol sozinha. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, vovó dizia.

Já o Vasco, pelo que demonstrou até agora, é sim um sério candidato ao rebaixamento. O campeonato é longo, dá tempo de melhorar e sair dali, mas tem muito menos recursos técnicos e de ambiente para isso. Fora o trauma dos três rebaixamentos, que abala o psicológico também.

JUCA KFOURI

O Grêmio ainda vai brigar por vaga na Libertadores. O Vasco, com Luxemburgo, tem tudo para cair pela quarta vez.

JULIO GOMES

O Vasco, sem dúvida, luta para não cair, e isso já era sabido desde que conseguiu se salvar no ano passado. O Grêmio, não. Em um campeonato equilibrado e achatado (na tabela) como este, quaisquer duas ou três vitórias fazem times saltarem na tabela. O Grêmio não corre risco de rebaixamento. E também não corre risco de título, como Renato fez tanta gente acreditar.

MARCEL RIZZO

Grêmio, não. O time pode estar em uma temporada abaixo das últimas, mas deve melhorar. Tem elenco e técnico para isso. O Vasco vai sofrer. O elenco é fraco e Luxemburgo talvez não seja o treinador ideal para fazer um time limitado jogar como deve para evitar a Série B.

MAURO BETING

Vasco luta para não cair. E acredito que escapa. Ou outros cairão em seu lugar. Grêmio era dos favoritos pelo título. Ainda segue na luta possível, mas cada rodada mais difícil. Não vai cair. Mas não era para estar assim.

MENON

O Vasco luta para não cair. E se não tiver reforços, vai cair. O técnico é ótimo, mas o elenco é ruim.

O Grêmio, não. Vai reagir. O problema é que está demorando. Se Palmeiras e Grêmio mantiverem o mesmo ritmo nas próximas cinco rodadas, o time de Renato sai da briga pelo título.

PERRONE

Cedo para falar. Mas vejo como preocupante a situação dois dois clubes. No Grêmio, Renato Gaúcho não pode tratar a penúltima colocação apenas como efeito colateral facilmente reversível por priorizar a Libertadores. É preciso reagir antes que os jogadores sintam emocionalmente o peso das últimas colocações.

No Vasco, é difícil que Luxemburgo acelere o processo de recuperação. Ele precisa de um tempo de adaptação. Mas, é possível escapar do rebaixamento sem levar esse sofrimento para as últimas rodadas do Brasileirão.

PVC

Guardiola costuma dizer que se perde um campeonato até a oitava rodada e se vence nas oito últimas. Deste ponto de vista, é muito cedo para falar em rebaixamento, mas falta pouco tempo se quiserem brigar pelo troféu. Cruzeiro e Grêmio ainda podem brigar por Libertadores, mas perdem tempo precioso se quiserem disputar a taça.