Topo

Esporte


Santos tenta parar "lei do ex" implacável em reencontro com R. Oliveira

Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Eder Traskini e Thiago Fernandes

Do UOL, em Santos e em Belo Horizonte

15/05/2019 04h00

O duelo entre Santos e Atlético-MG, marcado para hoje às 19h15, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pelas oitavas de final da Copa do Brasil, marca o reencontro entre o Peixe e o centroavante Ricardo Oliveira. O time da Vila Belmiro terá a difícil missão de parar a efetiva "lei do ex" do atacante do Galo.

Desde que deixou o Santos no final de 2017, Ricardo Oliveira enfrentou o Santos em duas oportunidades e não deixou barato. Marcou duas vezes na vitória por 3 a 1, no primeiro turno do Brasileirão no ano passado, e voltou a balançar as redes duas vezes na derrota por 3 a 2, pelo segundo turno do nacional.

Antes disso, Oliveira já havia enfrentado o Peixe em uma oportunidade, quando atuava pelo São Paulo em 2010, sete anos depois de se destacar pelo Santos e ir jogar no Valência (ESP). A partida terminou em 4 a 3 para o clube tricolor: o centroavante não marcou nenhum gol, mas foi responsável por três assistências.

Ricardo Oliveira deixou o Peixe após não entrar em acordo pela renovação de contrato. O experiente centroavante pedia dois anos de vínculo, mas o Santos queria apenas uma temporada. Desde então o clube da Vila Belmiro busca um autêntico camisa 9, mas ainda não teve sucesso.

O principal alvo santista hoje no mercado, curiosamente, é o próprio Oliveira, que completou recentemente 39 anos. Desde sua saída do Santos, a camisa 9 foi utilizada apenas por Rodrygo durante um breve período de tempo e segue vaga neste momento. A posição é tida como a maior carência do elenco e alvo de pedidos constantes do técnico Jorge Sampaoli por alguém para reforçar o setor.

Diante das fracas exibições de Felippe Cardoso, último contratado para a posição, quem vem ocupando o espaço é o atacante Eduardo Sasha, que já deixou claro que não é um camisa 9 de ofício, mas pode fazer a função. Sasha tem 15 jogos na temporada, apenas dois gols marcados e uma assistência.

Nesta temporada, Ricardo Oliveira soma 21 jogos e 13 gols anotados pelo Galo. Com a camisa do Santos, somando as duas passagens, o centroavante tem 173 jogos e 92 gols marcados.

FICHA TÉCNICA

Data: 15 de maio de 2019 (quarta-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Kleber Lúcio Gil (SC)
VAR: Héber Roberto Lopes (SC)

ATLÉTICO-MG: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson (Zé Welison), Elias, Luan e Chará; Geuvânio e Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana.

SANTOS: Everson; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Jorge; Jean Lucas (Lucas Veríssimo), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Soteldo, Rodrygo e Eduardo Sasha (Jean Mota). Técnico: Jorge Sampaoli.

Mais Esporte