PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro é notificado por dívida em compra de Arrascaeta, mas arma recurso

Flamengo Cruzeiro Arrascaeta Brasileirão - Thiago Ribeiro/Agif
Flamengo Cruzeiro Arrascaeta Brasileirão Imagem: Thiago Ribeiro/Agif

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

30/04/2019 18h00

O Cruzeiro foi notificado pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) sobre a dívida pela compra de Giorgian De Arrascaeta com o Defensor Sporting, do Uruguai. Os mineiros precisam desembolsar 1,151 milhão de euros (R$ 5.057.330,00 na cotação atual) de acordo com o tribunal. A decisão, no entanto, ainda cabe recurso, o que será feito pelos mineiros.

A informação sobre a notificação ao Cruzeiro foi divulgada inicialmente pelo Superesportes e confirmada pelo UOL Esporte com duas fontes distintas no caso, ligadas aos clubes uruguaio e mineiro.

A reportagem apurou também que o Cruzeiro já trabalha com a apelação. Os mineiros creem que é possível retardar o caso por até dois anos.

A decisão que exige o pagamento do Cruzeiro ao Defensor Sporting foi inicialmente divulgada pela Fifa. A entidade que rege o esporte em âmbito mundial havia dado razão aos uruguaios.

Esta cobrança acontece mesmo depois de a Raposa embolsar 7 milhões de euros (R$ 30,7 mi) pela venda do jogador ao Flamengo, em janeiro de 2019. Na ocasião, o vice-presidente de futebol Itair Machado disse que a prioridade seria pagar o débito que possui com o clube de Montevidéu.

"O Cruzeiro vai priorizar fazer acordo para tirar dívida da Fifa, fazendo acordo com o Defensor e o Atenas, desde que eles aceitem o valor real. Por exemplo, US$ 4 milhões no Latorre. A gente sabe que foi rolo, tem alguém levando isso. Tem alguém pagando propina no meio de venda. O Cruzeiro vai pagar o valor real, que seria um preço embutido no Arrascaeta. É a proposta que o Cruzeiro vai fazer. Se o Atenas não aceitar, o Cruzeiro vai procurar o órgão internacional para fazer a denúncia dessa venda. Você não pode comprar um cara que não é jogador por US$ 4 milhões", disse em 10 de janeiro passado.

Cruzeiro