Topo

Cruzeiro fortalece grupo, segue "teoria" de Guardiola e mira o Brasileirão

Vinnicius Silva/Cruzeiro
Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

25/04/2019 04h00

Diferente das temporadas anteriores, o Cruzeiro não quer deixar o Brasileirão de lado. Depois de investir ainda mais no elenco e fortalecer o grupo, o discurso da diretoria está alinhado com o restante dos jogadores e comissão técnica. Com a competição de pontos corridos começando já neste sábado, o técnico Mano Menezes adota um tom semelhante ao pensamento de Pep Guardiola, de valorizar as primeiras rodadas do torneio para não se desgrudar da turma da frente e ficar muito atrás logo no início.

Considerado um dos melhores treinadores do mundo, Guardiola defende a teoria que, nas disputas de pontos corridos, o título se ganha nas últimas oito rodadas, mas se perde nas oito primeiras, justamente por estar muito no início da competição, onde não há tanto alarde nas derrotas. No caso do Cruzeiro, a importância de um resultado positivo já nesta abertura será importante também por se tratar de um adversário favorito ao título: o Flamengo.

"Começar bem o Brasileiro é importante. O início não te dá conquista de título, mas separa as turmas. Separa a turma da frente das outras", comentou o treinador.

Elenco mais fortalecido ajuda a segurar temporada

Apesar da longa viagem no início da semana para a Venezuela, onde venceu o Deportivo Lara, pela Libertadores, Mano deverá entrar com o time forte em campo. Além de não ter nenhuma decisão mais a frente, o técnico ainda contará com jogadores importantes que sequer jogaram no país vizinho. Se for preciso, ainda poderá recorrer aos seus suplentes. Em relação ao ano passado, a Raposa conta hoje com um elenco ainda mais completo e que consegue manter o padrão técnico e qualidade da equipe dentro de campo.

"É bom que exista essa disputa, e que a gente possa olhar para um jogador como estamos olhando para todos. Entra Lucas Silva, entra Orejuela, que já está mais ambientado e mais preparado. Entra Thiago, entra Rafinha, entrou Jadson. Sem dúvida, é o diferencial deste ano, ter opções seguras em relação ao último ano", comentou o treinador.

E essa variedade de opções é o que tem ajudado o time a manter uma série poderosa de resultados positivos. Em 21 jogos de 2019, o time ainda não conheceu sua primeira derrota (são 16 triunfos e cinco empates). Além do ainda recente título mineiro, a Raposa acaba de bater uma marca inédita para brasileiros na Libertadores, terminando as cinco primeiras rodadas do grupo sem levar um gol sequer.