PUBLICIDADE
Topo

Chapecoense

Chapecoense lamenta morte de Henzel: "Símbolo da reconstrução do clube"

Chapecoense lamentou a morte de Rafael Henzel - Divulgação/Chapecoense
Chapecoense lamentou a morte de Rafael Henzel Imagem: Divulgação/Chapecoense

26/03/2019 21h59

A Chapecoense lamentou a morte do jornalista Rafael Henzel. Em comunicado divulgado em seu site oficial, a equipe catarinense afirmou que o narrador foi um "símbolo da reconstrução do clube".

Henzel morreu hoje, aos 45 anos, após sofrer um infarto enquanto jogava futebol. Ele foi levado de helicóptero ao Hospital Regional de Chapecó, mas não resistiu.

Henzel foi um dos seis sobreviventes do voo LaMia 2933. O avião, que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, caiu no dia 28 de novembro de 2016 próximo ao aeroporto na cidade de Rionegro e matou 71 pessoas.

Veja a nota divulgada pela Chapecoense:

A Associação Chapecoense de Futebol vem a público a fim de manifestar o profundo pesar e toda a consternação pela notícia do falecimento do jornalista Rafael Henzel, ocorrido na noite desta terça-feira.

Durante a sua brilhante carreira, Rafael narrou, de forma excepcional, a história da Chapecoense. Tornou-se um símbolo da reconstrução do clube e, nas páginas verde e brancas desta instituição, sempre haverá a lembrança do seu exemplo de superação e de tudo o que fez, com amor, pelo time, pela cidade de Chapecó e por todos os apaixonados por futebol.

Desejamos, de todo o coração, que a família tenha força para enfrentar mais um momento tão difícil e esta perda irreparável. Os sentimentos e as orações de todos os chapecoenses, torcedores e ouvintes, estão com vocês.

Em 2017, Henzel lançou livro sobre o acidente aéreo

Band Esportes

Chapecoense