Topo

Futebol


Morre Rafael Henzel, sobrevivente de acidente aéreo da Chapecoense

Rafael Henzel, sobrevivente do acidente com o avião da Chapecoense - Iwi Onodera/UOL
Rafael Henzel, sobrevivente do acidente com o avião da Chapecoense Imagem: Iwi Onodera/UOL

Pedro Lopes e Rodrigo Santos

Do UOL, em São Paulo e em Brusque

26/03/2019 21h32

O jornalista Rafael Henzel, sobrevivente do acidente aéreo da Chapecoense, morreu hoje, aos 45 anos, após sofrer um infarto enquanto jogava futebol. Ele foi levado de helicóptero ao Hospital Regional de Chapecó, mas não resistiu. A informação foi confirmada ao UOL Esporte pelo primo dele.

O narrador costumava jogar uma pelada às terças-feiras. Na partida de hoje, se sentiu mal e precisou ser socorrido. Hoje mais cedo, apresentou normalmente seu programa na Rádio Oeste Capital FM.

Amanhã, estava escalado para narrar a partida entre Chapecoense e Criciúma, válida pela Copa do Brasil. O clube catarinense já solicitou à Confederação Brasileira de Futebol o adiamento da partida.

Na semana passada, ele estava na Europa participando de dois festivais de cinema que apresentaram o filme "Nossa Chape". Prefeito de Chapecó, Luciano Buligon decretou luto oficial de três dias na cidade. O velório do jornalista será no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, que fica ao lado da Arena Condá, estádio da Chapecoense.

Henzel foi um dos seis sobreviventes do voo LaMia 2933. O avião, que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, caiu no dia 28 de novembro de 2016 próximo ao aeroporto na cidade de Rionegro e matou 71 pessoas.

Em junho de 2017, o jornalista publicou o livro "Viva Como se Estivesse de Partida" e mais tarde começou a dar palestras motivacionais.

Em 2017, Henzel lançou livro sobre o acidente aéreo

Band Esportes

Mais Futebol