PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Negociado aos 18 anos, lateral revelado pelo Inter tem consulta do Chelsea

Marco Canoniero/LightRocket via Getty Images
Imagem: Marco Canoniero/LightRocket via Getty Images

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR)

28/01/2019 04h00

O Chelsea está no mercado atrás de um lateral esquerdo para a próxima temporada e fez uma consulta pelo brasileiro Rogério, que defende o Sassuolo e está emprestado pela Juventus. Fisgado ainda na base do Inter por olheiros do clube italiano após se destacar no Mundial Sub-17 de 2015, o jovem jogador de 21 anos teve o seu nome recomendado pelo técnico Maurizio Sarri.

Natural de Nobres, no interior do Mato Grosso, Rogério está atuando cedido ao Sassuolo pela segunda temporada consecutiva e ainda não tem o seu futuro claro a partir de junho. Uma volta em definitivo para a Juventus não está descartada.

Caso isso venha a acontecer, a revelação teria de enfrentar a concorrência do compatriota Alex Sandro, atual titular, para cavar um lugar no grupo. Em capa recente do jornal Tuttosport, ele chegou a estampá-la ao lado de Marcelo, do Real Madrid, e foi apontado como o futuro dono da camisa 6 da equipe.

Para isso, teria de exercitar a paciência e aguardar um pouco mais para se firmar de vez em Turim. Desde que desembarcou vindo de Porto Alegre, em janeiro de 2016, atuou por uma temporada na base sob o comando do ex-lateral campeão do mundo, Fabio Grosso, e não teve qualquer chance no profissional.

Conforme apurado pelo UOL Esporte, o Chelsea o observa como um nome com potencial para progredir, entrar na rodagem de seu elenco e brigar em seu time principal com o espanhol Marcos Alonso. A sua vinda resultaria na saída de Emerson Palmieri, ex-Santos e Roma, que não convenceu até aqui.

Na mira de outros times europeus

Rogério e Cristiano Ronaldo - Daniele Badolato/Juventus FC via Getty Images - Daniele Badolato/Juventus FC via Getty Images
Imagem: Daniele Badolato/Juventus FC via Getty Images

Além dos Blues, Rogério está no radar também do Wolverhampton, da Premier League, Bayer Leverkusen, da Alemanha, e Sporting, de Portugal, nas últimas semanas.

Essa não é a primeira vez que ele tem o seu futebol ligado a um grande inglês. Quando negociava a sua ida para a Juventus, havia também uma proposta na mesa do Liverpool, que foi posteriormente retirada por causa da insatisfação com a postura da então cúpula do Inter.

No fim das contas, Rogério acabou vendido por apenas 1,5 milhão de euros (R$ 6,3 milhões, na cotação atual) pelos gaúchos. Em entrevista ao UOL Esporte, ele relembrou a sua despedida.

"Surgiu interesse da Juventus e de alguns outros clubes depois do Mundial Sub-17. Fiquei muito feliz, mas era uma coisa que eu não esperava. Era mais um sonho de menino. Certo que tive algum medo, afinal, era muito jovem e a negociação com o Inter também não foi nada fácil. Mas graças a Deus tive o apoio da minha família e daqueles que me assessoram para uma saída tranquila", contou.

"Fico feliz pelo momento que estou vivendo, aprendendo muitas coisas, passo a passo virando um jogador mais completo. Ainda tenho muito para aprender, mas me sinto cada vez mais solto em campo. Creio que será uma temporada de aprendizado e grandes emoções", completou.

Com contrato com a Juventus até 2023, Rogério tem ainda em seu horizonte imediato a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio com a seleção brasileira no ano que vem. Por isso, qualquer decisão que venha a tomar no mercado terá de considerar o espaço que contará em campo.

Futebol