PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Apesar da saída iminente de Ezequiel, Cruzeiro ainda deve ao Criciúma

Lateral não convenceu com a camisa do Cruzeiro e não deverá ficar na Toca em 2019 - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Lateral não convenceu com a camisa do Cruzeiro e não deverá ficar na Toca em 2019 Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

16/12/2018 04h00

O interesse do Cruzeiro demonstrado no lateral direito Marcinho, hoje no Botafogo, só reforçou a intenção da diretoria em achar um reserva para Edilson, assim como deixou ainda mais clara a falta de espaço do suplente Ezequiel. Fora dos planos de Mano Menezes, o lateral é uma das moedas de troca do Cruzeiro e dificilmente permanecerá. Porém, mesmo que saia, o assunto não estará totalmente encerrado entre a equipe mineira e o Criciúma, ex-clube do jogador. Apesar de ter feito a aquisição no ano passado, a Raposa ainda precisa terminar de pagar pelo atleta.

Ezequiel chegou ao Cruzeiro em julho de 2016. Na época, o time era comandado pelo português Paulo Bento. O lateral veio do Criciúma e assinou um contrato de três anos com a Raposa. Pelo acordo, o Cruzeiro ficou de pagar 24 parcelas de R$ 50 mil, totalizando R$ 1,2 milhão. Contudo, o montante ainda não foi totalmente pago, restando ainda cerca de R$ 450 mil. O não recebimento obrigou a diretoria do time catarinense a entrar com um processo na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) para solicitar o restante do pagamento.

Hoje o Cruzeiro detém 50% dos direitos econômicos de Ezequiel. A partir do início do ano que vem, o jogador já poderá assinar um pré-contrato com outra equipe. A intenção da diretoria, no entanto, é de negociar o lateral o quanto antes.

Reserva de Edilson na lateral direita, Ezequiel chegou a ser preterido por Mano mesmo quando o titular do setor não esteve presente. Quando isso aconteceu, Lucas Romero foi improvisado na posição em algumas vezes, com Ezequiel permanecendo na reserva. Em 2018, das mais de 70 partidas oficiais do time, o lateral só jogou por 20 vezes, sendo 15 como titular.

Futebol