PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Everton relembra gol pelo Grêmio no Mundial: "Muito marcante"

Meia-atacante decidiu jogo contra o Pachuca-MEX, nos Emirados Árabes, em dezembro de 2017 - Getty Images
Meia-atacante decidiu jogo contra o Pachuca-MEX, nos Emirados Árabes, em dezembro de 2017 Imagem: Getty Images

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

12/12/2018 12h00

Everton tem bons motivos para lembrar sempre do dia 12 de dezembro. Nesta data, em 2017, o meia-atacante marcou o gol da vitória do Grêmio diante do Pachuca-MEX. O chute alto, com efeito, garantiu o clube gaúcho na final do Mundial de Clubes e não sai da memória do jogador.

Em 2017, Everton ainda era reserva e uma espécie de talismã do Grêmio. Herói contra o Palmeiras na Copa do Brasil do ano anterior, o meia-atacante brilhou ao entrar na vaga de Fernandinho e vencer o goleiro Óscar Perez.

"Foi um gol muito marcante na minha carreira. Demorou para cair a ficha e só me dei conta da importância no dia seguinte", comentou Everton por meio de sua assessoria de imprensa. "Fiquei muito feliz em poder ajudar o Grêmio naquele momento difícil e crucial da partida".

Everton entrou no jogo, disputado na cidade de Al Ain, aos 26 minutos do segundo tempo. O gol, em jogada já tradicional pela direita, saiu apenas aos 4 minutos da etapa inicial da prorrogação. O chute com efeito desafogou o time gaúcho.

O camisa 11 ainda tem outro elemento para vibrar com as memórias. Everton e Renato Gaúcho são os únicos atletas do Grêmio a marcar gols em Mundial. Em 1983, o agora treinador decidiu o jogo contra o Hamburgo. Foram do então camisa 7 os dois gols que garantiram o título.

"Me orgulha muito ser um dos jogadores que marcou gol, com a camisa do Grêmio, em Mundiais. Ter a mesma marca do professor Renato, um ídolo do clube, é de extrema importância para mim", disse Everton.

Ao longo de 2018, Everton se tornou o principal jogador do Grêmio e renovou contrato. Ao final da temporada, ele ganhou status de 'cheque em branco' pela valorização e assédio no mercado. A multa rescisória prevista em contrato é de 80 milhões de euros (R$ 354,2 milhões na cotação atual), segundo Romildo Bolzan Jr., presidente do clube gaúcho.

O Grêmio volta aos treinos no dia 3 de janeiro. A pré-temporada será realizada em Porto Alegre e o grupo principal deve estrear apenas na quinta rodada do Campeonato Gaúcho, contra o Caxias. Até lá, o clube deve ser representado pelo chamado time de transição.

Futebol