PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio se prepara para investidas e trabalha por permanência de Everton

Everton comemora mais um gol pelo Grêmio na temporada 2019 - Lucas Uebel/Grêmio
Everton comemora mais um gol pelo Grêmio na temporada 2019 Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

19/11/2018 04h00

O Grêmio antevê pressão para negociar Everton. Com as boas atuações do Cebolinha repercutindo até fora do país, além das convocações para seleção brasileira, o Tricolor já inicia movimentos para manutenção dele no ano que vem.

No fim de semana, o tabloide inglês "The Sun" citou Everton como possível alvo do Manchester United para uma eventual reposição ao atacante Anthony  Martial. E não é a primeira vez que o bom rendimento do atacante ecoa por lá.

Desde as categorias de base, Everton é monitorado pelo Manchester City. O rival do United, inclusive, já enviou analistas, mais de uma vez, ao Brasil para acompanhar de forma mais próxima a evolução dele. Tinha, inclusive, um projeto de levá-lo para atuar no time B antes de ter oportunidade na equipe de cima. Mas acabou desautorizado pelo Tricolor, que se recusou a negociar em qualquer molde.

Após mais um bonito gol, na vitória sobre a Chapecoense por 2 a 0, nesse domingo, Everton mostrou-se feliz com o nome sendo mais uma vez citado como possível alvo de grandes clubes de fora do país.

"A gente fica feliz. Quando estamos fazendo uma temporada boa e regular como tenho feito, sabe que se abrem portas para competições e times grandes da Europa. Ficamos felizes e sabemos que somos observados, independente de quem for, vamos sentar para ver o que é melhor para o Grêmio e para mim", afirmou.

Ciente de que sofrerá assédio, o Grêmio já se prepara para evitar que Everton deixe o clube imediatamente. O processo semelhante ao feito com Luan, que permaneceu no Tricolor independente das investidas. Já com Arthur, Walace e Pedro Rocha foi impossível manter.

"Não temos nada, a notícia é nova. A multa rescisória dele (Everton) é 80 milhões de euros (R$ 348,8 milhões). Não temos nenhum interesse em fazer qualquer negócio. Mas se tivermos que ouvir uma proposta, é melhor ser no início da temporada do que no meio. Nosso desejo é contar com o Everton para o ano que vem. Se ele está sendo sondado, ou foi, sinceramente é mais do que justo e merecido pelo que ele tem jogado", disse o presidente Romildo Bolzan Júnior.

O técnico Renato Gaúcho, por outro lado, encara com maior naturalidade e parece perceber a real possibilidade do atacante de 22 anos não atuar no Brasil em 2019.

"Eu fico muito feliz. Assim como o presidente, o clube, o torcedor... No momento que se forma um jogador com nível de seleção brasileira, e se destaca como está acontecendo com o Everton, até pela idade dele, é normal começarem a surgir propostas de fora. Feliz do Grêmio que tem um jogador desses, que pode negociar amanhã ou depois. E isso cabe ao presidente. Meu trabalho é procurar colocar os melhores jogadores do Grêmio em alto nível. Ele evoluiu muito, por isso chegou à seleção brasileira, surgem propostas... O Grêmio é um grande clube, e todos sobrevivem assim, formando novos jogadores e vendendo. É uma bola de neve e o Grêmio tem feito muito bem isso", opinou Portaluppi.

Com gol de cobertura sobre Jandrei, Everton marcou pela 19ª vez em 48 jogos na temporada. Seu vínculo com o Grêmio vai até 2022. O resultado ainda ajudou a manter a equipe na quarta posição do Brasileiro.

Futebol