PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Ex-galáctico", Salgado compara Vinícius Jr. a Marcelo e sugere empréstimo

Michel Salgado em ação pelo time de veteranos do Real em 2014 - Carlos Jasso/Reuters
Michel Salgado em ação pelo time de veteranos do Real em 2014 Imagem: Carlos Jasso/Reuters

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Londres (ING)

24/09/2018 15h23

Ex-jogador do Real Madrid e membro do time que ficou conhecido como "Galáctico", Michel Salgado acredita que a pressão criada sobre Vinícius Júnior pode atrapalhar a trajetória do brasileiro do clube. Por isso, o espanhol comparou o atacante a Marcelo e afirmou que um empréstimo pode ser uma boa opção.

"A pressão não é boa para os jogadores jovens. Foi colocado uma pressão muito grande. O Real Madrid não é qualquer equipe, é uma equipe que leva tempo, que possui uma pressão diferente. Ele é um garoto que custou 45 milhões de euros quando ninguém o conhecia, mas é um garoto que já jogar na segunda equipe e que possui algo diferente. Um drible espetacular, velocidade... Não temos dúvida que que é um grande investimento a longo prazo", disse Salgado, ao UOL Esporte, durante premiação do melhor jogador do mundo promovida pela Fifa. O ex-jogador compareceu ao evento como uma das "lendas" convidadas.

"Mas temos que considerar o que podemos fazer agora com ele. Existe uma pressão exagerada no treinador e nele... Precisa ter calma com ele, dar, pouco a pouco, minutos... E, por que não, tentar encontrar uma equipe forte na Espanha, onde ele possa se desenvolver sem tanta pressão e jogar mais minutos", completou.

Desde que chegou ao Real, Vinícius, contratado para a temporada 2018/2019, tem se revezado entre o Real Madrid e o Castilla, que funciona como uma equipe B. Chegou a ser pré-relacionado em uma lista de 20 jogadores para o último compromisso da equipe profissional, mas acabou cortado do banco de reservas.

Para Salgado, Marcelo pode servir como bom exemplo para Vinícius Júnior. Isso porque o lateral-esquerdo também chegou jovem ao Real Madrid e se tornou um dos jogadores mais importantes da equipe.

"Me lembro do Marcelo quando chegou, era uma criança, e ninguém tinha expectativas sobre ele. Foi uma contratação que chegou junto com (Fernando) Gago, que era o destaque, e Higuaín e Marcelo eram os menos conhecidos. A princípio, sofria muito defensivamente, principalmente na lateral, mas era muito bom ofensivamente. Fomos conversando com ele, ajudando na adaptação... E ele soube esperar seu momento. Primeiro, ele não tinha a pressão de Vinícius, era um jogador para o futuro, e ninguém colocava pressão. Começou a treinar com o grupo, ganhou alguns minutos, melhorou defensivamente, começou como meio-campista, depois virou lateral e mostrou todas as suas condições, que são incríveis", elogiou.

"Marcelo, que é um dos capitães, pode mostrar o caminho para Vinícius, mantê-lo tranquilo, falar com ele para esperar o momento, para quando ele estiver se sentindo forte, preparado, jogar em uma equipe como o Real Madrid", concluiu. 

Futebol