PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente pede licença e Náutico terá terceiro mandatário só em 2017

Náutico está na iminência de ser rebaixado para Série C - Foto: Guga Matos/ JC Imagem
Náutico está na iminência de ser rebaixado para Série C Imagem: Foto: Guga Matos/ JC Imagem

Do UOL, em Recife

25/10/2017 13h37

O presidente em exercício do Náutico, Gustavo Ventura, pediu licença do cargo nesta quarta-feira (25). Ivan Pinto da Rocha, então presidente em exercício do Conselho Deliberativo, assume até o fim do ano. A informação foi confirmada no site do Náutico.

Rocha será, portanto, o terceiro presidente do clube, que está na iminência de ser rebaixado para Série C, só em 2017 - e o quarto no biênio 2016/17. Antes de Ventura, o presidente e vice eleitos, Marcos Freitas e Ivan Brondi, haviam renunciado. 

Segundo comunicado oficial publicado no site, o pedido de licença de Gustavo Ventura, que sucedeu o ex-vice-presidente Ivan Brondi em agosto, não significa um fim de ciclo na direção do Timbu. 

"Como havia antecipado, em reunião do Conselho Deliberativo ocorrida no dia 4 de setembro (a primeira após a renúncia de Ivan Brondi), o presidente Gustavo Ventura pediu licença do cargo para tratar de assuntos profissionais"

"De acordo com o Estatuto, com a renúncia do presidente e do vice-presidente executivo, assume o presidente do Conselho Deliberativo. Quando o ex-presidente Ivan Brondi renunciou, em 29 de agosto, Gustavo Ventura informou aos conselheiros que não dispunha do tempo necessário para se dedicar ao cargo até o final do ano, em virtude de compromissos profissionais anteriormente assumidos, mas que não poderia deixar de comandar o clube na fase inicial para contribuir para a implementação da administração do futuro presidente Edno Melo. Assim, os conselheiros propuseram que o mandato fosse partilhado com o vice-presidente do Conselho Deliberativo, que assumiria agora em outubro por um período de dois meses. Gustavo Ventura reassume a presidência do Conselho Deliberativo nesse período", completa a nota.

Após a direção eleita para o biênio 2016/2017 ruir, o Náutico convocou novas eleições antecipadas e Edno Melo foi eleito. Ele assume a direção do clube a partir de janeira de 2018, mas já compõe o núcleo político que comanda o Timbu. 

Futebol