PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Júlio Baptista culpa trânsito e falta a evento de melhores do mundo da Fifa

AFP / Alexander Nemenov
Imagem: AFP / Alexander Nemenov

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Londres (ING)

23/10/2017 12h06

A Fifa teve um desfalque de última hora nos eventos preliminares à cerimônia de premiação de melhores jogadores do mundo, nesta segunda-feira, em Londres. Júlio Baptista faltou ao encontro de lendas que debateu as chances de cada candidato ao troféu.

De acordo com a organizadora da solenidade, o brasileiro apontou o transito da capital inglesa como justificativa pelo não comparecimento. Assim, não chegou a tempo para dividir o palco com David Seaman, ídolo da Arsenal, o ex-atacante português Nuno Gomes, o italiano Gianluca Vialli e a jogadora inglesa Alex Scott.

Se Baptista deixou a Fifa na mão, Neymar é esperado à noite em uma casa luxuosa de eventos na região central – e nobre – de Londres, onde o camisa 10 do Paris Saint-Germain disputa como azarão o posto de melhor do mundo com Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Lionel Messi, do Barcelona.

O atacante português ostenta favoritismo para igualar as cinco vezes que o rival argentino ocupou o posto na premiação. A favor de Cristiano estão os títulos do Campeonato Espanhol, do Mundial de clubes e da Liga dos Campeões, do qual foi artilheiro. Vale lembrar que neste novo formato a Fifa considera as atuações dentro do calendário europeu.

O vencedor desta noite alcançará o feito pelas exibições entre 20 de novembro de 2016 e 2 de julho de 2017. Ou seja, não engloba as apresentações de Neymar pelo PSG. A eleição é baseada em votos de técnicos e capitães de seleções, jornalistas e torcedores.

Além do prêmio de jogador, a Fifa decidirá os melhores das seguintes categorias:

Jogadora:

Deyna Castellanos (Venezuela)

Carli Lloyd (Estados Unidos)

Lieke Martes (Holanda)

Treinador futebol masculino

Massimiliano Allegri (Juventus-ITA)

Antonio Conte (Chelsea-ING)

Zinedine Zidane (Real Madrid-ESP)

Treinador futebol feminino:

Nils Nielsen (seleção dinamarquesa)

Gerard Precheur (Lyon-FRA)

Sarina Wiegman (seleção holandesa)

Goleiro:

Gianluigi Buffon (Juventus-ITA)

Keylor Navas (Real Madrid-ESP)

Manuel Neuer (Bayern de Munique-ALE)

Puskas (gol mais bonito)

Deyna Castellanos (Venezuela)

Oliviera Giroud (Arsenal-ING)

Oscarine Masuluke (Baroka FC, da África do Sul)

Melhor torcida:

Borussia Dortmund-ALE

Celtic-ESC

Copenhague-DIN

Futebol