PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pessimista, Barça ainda prepara cartada final para contratar Coutinho

Coutinho segue de fora do Liverpool por dores nas costas -
Coutinho segue de fora do Liverpool por dores nas costas

Dassler Marques e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte

22/08/2017 08h05

A contagem regressiva para o fim da janela de transferências, no dia 1º de setembro, faz com que o Barcelona lance as últimas cartas para conseguir a contratação de Philippe Coutinho. Segundo apurou o UOL Esporte, apesar do pouco otimismo no Camp Nou, uma nova oferta deverá ser entregue ao Liverpool-ING entre quinta (24) e sexta-feira (25).

Com o caixa recheado pela venda de Neymar ao PSG por 222 milhões de euros, o Barcelona enfrenta a pressão de seus torcedores para dar um novo companheiro de peso a Lionel Messi e Luis Suárez. Na última semana, porém, o Liverpool deu mais uma mostra de que não está disposto a vender seu principal jogador. Uma oferta que alcançaria 130 milhões de euros com cláusulas de desempenho foi rejeitada pelos três americanos proprietários do clube inglês.

A dificuldade em concluir as negociações faz com que nesse momento o estafe de Coutinho, liderado pelo iraniano Kia Joorabchian, também veja com pessimismo a transferência do camisa 10 para o Camp Nou. Já são semanas de tratativas e ao menos três ofertas, além de um pedido oficial por transferência, rejeitados pelo Liverpool. 

Na próxima quarta-feira, mais uma vez sem Coutinho em campo, o clube inglês recebe o Hoffenheim para tentar carimbar sua passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões. Logo depois do confronto, a cartada final do Barcelona deverá ser lançada na tentativa de adquirir o brasileiro.

As chances de que essa proposta seja aceita, porém, são remotas. Desde o início das conversas, a posição do Liverpool é de que "nem 500 milhões de euros mudam a decisão", conforme afirmou uma fonte à reportagem. 

Com contrato válido por cinco temporadas e salários que superam R$ 3 milhões por mês, Coutinho também não tem multa rescisória, o que limita o Barcelona nas negociações. 

Futebol