Topo

Futebol


Jogadora da seleção tem medalha do Pan roubada uma semana após ser campeã

Tamires (dir) teve a medalha de ouro conquistada no Pan roubada - AFP PHOTO / FRANCK FIFE
Tamires (dir) teve a medalha de ouro conquistada no Pan roubada Imagem: AFP PHOTO / FRANCK FIFE

Rodrigo Durão Coelho

Do UOL, em São Paulo

31/07/2015 13h46

Para Tamires durou pouco a emoção de carregar a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos. A jogadora da seleção brasileira de futebol foi assaltada nesta sexta-feira em Santo André e, entre os objetos perdidos, estava o ouro conquistado após a vitória por 4 a 0 sobre a Colômbia no último sábado em Toronto.

“Eu estava com a família saindo da casa da minha sogra quando fomos abordadas por dois homens jovens, um deles armado. Levaram o carro da minha vizinha e minha bolsa estava nele, com celular, documentos e dinheiro. Infelizmente, a medalha também estava na bolsa que foi roubada”, disse a atleta ao UOL Esporte.

O crime aconteceu pouco antes do meio-dia em uma rua calma do bairro Parque Jaçatuba. “Havia pouca gente na rua, apenas algumas crianças brincando”. O filho de cinco anos de Tamires, que jogava no telefone do pai, conseguiu esconder o aparelho, evitando que fosse roubado. Segundo a jogadora, tudo aconteceu muito rápido e sem violência. 

“O que machuca é pensar que algo tão valioso foi perdido. Documentos eu faço outros, os cartões são cancelados, mas a medalha é para sempre. Faço um apelo para que a polícia consiga recuperar minha medalha”, afirma Tamires.

O ouro no Canadá foi o terceiro do futebol feminino brasileiro na história da competição. As meninas haviam vencido o Pan de 2003 em Santo Domingo e o do Rio em 2007. A equipe ficou com o vice-campeonato em 2011, em Guadalajara, no México.

A conquista da equipe comandada por Vadão diminuiu a má impressão causada pela saída nas oitavas de final da Copa do Mundo, realizada no mês passado também no Canadá.

Futebol