PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dos paulistas, Corinthians tem mais caras novas. Como podem entrar no time?

Do UOL, em São Paulo

15/07/2014 06h02

A Copa do Mundo passou, e os grandes paulistas voltam suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Todos contrataram reforços, mas, com quatro, o Corinthians foi o mais ativo. O alvinegro poderá estrar Elias, Romero, Anderson Martins e Lodeiro. O São Paulo trouxe apenas Kaká; o Palmeiras, os argentinos Tobio e Mouche; o Santos, Victor Ferraz e Souza.

O clube do Parque São Jorge teve um primeiro semestre irregular: caiu na primeira fase do Paulistão, e começou o Brasileirão com altos e baixos. Mano Menezes mudou o time algumas vezes, até chegar a um esquema que já dá sinais claros de ser seu preferido. Qual é esse esquema, e como os quatro reforços podem se encaixar nele?

O esquema de Mano

O treinador corintiano está preparando seu time em um 4-4-2, com uma linha de quatro  tradicional na defesa. No meio, dois volantes e dois meias, sendo que o segundo volante sai para o jogo, e um dos meias ajudam na marcação.

O ataque é o setor onde Mano mais mexeu: chegou a utilizar dois atacantes sem centroavante, três atacantes, três meias e apenas um atacante. Nos últimos jogos antes da Copa, apostou em um atacante ao lado de um jogador de área. É assim que vem treinando, e como deve retomar a disputa do Brasileirão. E os reforços?

Elias

Principal contratação corintiana, Elias chegou antes da Copa, mas depois do fechamento da janela de transferências. Volante com excelente chegada ao ataque, já treina entre os titulares e deve ser titular absoluto. Guilherme, que atuava ao lado de Ralf, está sendo negociado com a Udinese-ITA, abrindo a vaga no meio, completado por Petros e Ralf.

Além disso, Mano já disse que vê na ligação entre a defesa e os meias o principal problema da criação de sua equipe. O reforço faz exatamente essa função, e se tornou ídolo no clube com o próprio técnico em 2008.

Anderson Martins

O zagueiro teve boa passagem pelo Vasco, formando dupla de sucesso com Dedé, mas deve ter mais dificuldades para encontrar espaço entre os titulares: a defesa é o setor onde Mano menos mexeu. Com Cléber e Gil, sofreu apenas cinco gols no Brasileirão, e é a melhor do torneio ao lado de Grêmio e Santos.

Lodeiro

O Corinthians desembolsou R$ 4,5 milhões por 50% dos direitos de Lodeiro para tirá-lo do Botafogo. O meia uruguaio, porém, enfrenta forte concorrência em sua posição: Mano utiliza apenas um armador de fato, Jadson. Petros, o outro meia, ajuda bastante na marcação – função que deve se tornar mais importante agora, com um volante ofensivo como Elias.

Além disso, o alvinegro também conta com Renato Augusto para a posição. Apesar da irregularidade e das inúmeras contusões, o jogador ainda não saiu dos planos da diretoria, e permanece em busca de uma vaga na equipe.

Romero 

Pouco conhecido no Brasil, o paraguaio Ángel Romero é um segundo atacante, rápido, que pode cair pelos lados ou dar suporte a Guerrero. Apesar da função, o jogador também marca gols – foram 11 no último campeonato paraguaio. Mano utilizou Romarinho e Luciano no Paulista; depois, escalou Romarinho e Guerrero. Durante a pausa, vem optando por Luciano ao lado peruano. Isso mostra que o treinador ainda está pensando – se impressionar, Romero pode beliscar uma vaga.

O clube alvinegro corre para regularizar os reforços para a partida desta quinta, diante do Internacional, no Itaquerão. Dos quatro, apenas Lodeiro, que esteve na Copa do Mundo, trabalha separado do restante do elenco.

Futebol