PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Filha de Edmundo sonha com TV, mas pai e colega de faculdade pede diploma

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

17/10/2013 06h00

Filha mais velha do ex-atacante Edmundo, Carolina Sorrentino resolveu seguir uma carreira artística. Há duas semanas, ela fez sua estreia nos palcos em uma peça de teatro e já almeja voos mais altos.

“Penso (em atuar na TV). Tenho muita vontade de atuar em TV e vou buscar as oportunidades no momento certo. Agora o meu foco é no espetáculo 'Beijos, Escolhas e Bolhas de Sabão' (peça de teatro produzida por sua mãe)”, disse a atriz ao UOL Esporte.

No entanto, apesar de sonhar alto, Carolina é brecada pelo pai em casa. Mesmo apoiando sua carreira, Edmundo pede que a filha tenha sempre outro plano de vida.

“A faculdade é uma exigência dos meus pais. Os estudos sempre foram prioridade aqui em casa. Atualmente, eu não me vejo seguindo outra carreira a não ser a de atriz e esse é meu objetivo. Estou determinada a conseguir”, falou a garota que estuda comunicação em uma universidade do Rio de Janeiro, que também é frequentada pelo pai.

“É bem legal porque nos vemos nos corredores e estamos sempre juntos. Ele era jogador e eu sempre estava nos treinos acompanhando. Agora, com a carreira dentro de campo encerrada, ele foi atrás de novos desafios e eu continuo ao lado dele, participando dos bastidores. Isso só nos torna ainda mais próximos”, completou.

Ao falar sobre o ex-jogador, Carolina é só elogios ao pai. “Ele é meu melhor amigo e meu maior exemplo. Sempre me perguntam se comigo ele tem a mesma postura enérgica que a maioria das pessoas conhece. Ele é meu pai e eu aprendo com ele o que ele tem melhor. Me ensinou a buscar as minhas metas e cumprir minha rotina com responsabilidade. Como nossa relação é de confiança, acabo ensinando a ele também. É uma troca”, afirmou antes de dizer que o pai é “bastante” ciumento.

Apesar desta determinação, a garota de 18 anos sabe das dificuldades que terá de passar para transformar seu sonho em realidade. “Sei que é uma carreira disputada e que preciso ter paciência. Mas me propus a seguir isso e como em qualquer outra carreira espero chegar muito longe, me realizar profissionalmente, alcançar o sucesso mesmo”, completou.

Sua estreia nos palcos aconteceu em uma peça produzida por Adriana Sorrentino, primeira mulher do comentarista da Band. Para Carolina, ter a mãe ao seu lado nesta hora é importante.

QUAL BOLEIRO TEM A FILHA MAIS BONITA?

“Fiquei nervosa, mas foi uma estreia ótima. Acho que o nervosismo é natural porque essa foi a minha primeira passagem pelos palcos profissionalmente. Ter o apoio dela (Adriana) me ajuda a ter segurança. É um desafio e ela está encarando ele junto comigo”, disse a garota que teve a estreia aprovada pelo pai.

“Depois de assistir a estreia, ele veio me dizer que a personagem tinha traços da minha personalidade. Mas a exigência não mudou: Estudar continua sendo uma prioridade na minha formação”, revela a atriz.

Por ser filha de jogador, Carolina acostumou-se a escutar brincadeiras, mas prefere ser discreta para não causar uma exposição desnecessária.

“Escuto bastante (brincadeira), principalmente por sermos parecidos. Mas levo isso numa boa. Não passo por esse tipo de assédio (como a filha de Renato Gaúcho). Mas eu também sempre procurei me preservar mais. Tenho minha vida social, namoro e curtos meus 18 anos como qualquer garota. Acho que a curiosidade das pessoas por ser filha de um ex-jogador já é suficiente e por isso não me exponho tanto”, finalizou.

Futebol