PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Parte do conselho sugere a Juvenal nome de Pintado para diretor de futebol do São Paulo

Campeão com o São Paulo no passado, Pintado tem boa relação com Juvenal - Assessoria de Imprensa-Silas Reche/Júnior Reche
Campeão com o São Paulo no passado, Pintado tem boa relação com Juvenal Imagem: Assessoria de Imprensa-Silas Reche/Júnior Reche

Luiz Paulo Montes e Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

23/07/2013 11h00

Em meio a crise do São Paulo, o nome de Adalberto Batista é um dos mais contestados por torcedores e oposição. Desgastado, o diretor de futebol do clube conta com o apoio público de Juvenal Juvêncio, mas já vê a aparição de “candidatos” ao seu cargo internamente. O nome do ex-volante Pintado aparece como opção.

O UOL Esporte apurou que conselheiros do clube sugeriram seu nome para o presidente Juvenal Juvêncio, que vê a opção com bons olhos. Além da proximidade com o ex-atleta, seria muito mais barato e menos complicado do que repatriar Leonardo, outro nome forte entre os conselheiros. O ex-jogador do time tricolor pediu demissão do  PSG por conta de uma suspensão aplicada pela Federação Francesa de Futebol (FFF).

JUVENAL BATE BOCA COM OS TORCEDORES DO SÃO PAULO; ASSISTA

Em contato com o UOL Esporte, Pintado admite que gostaria de voltar a trabalhar no São Paulo, mas afirmou que ainda não foi procurado oficialmente. “Eu sonho em um dia poder trabalhar no São Paulo. Esse é um momento que estou muito próximo do clube, até para poder me informar, saber se poderia ajudar de alguma maneira. Não sabia que isso poderia acontecer. Venho me preparando para um dia aparecer nessa situação”, disse.

Pintado lembrou do ótimo relacionamento que mantém com Juvenal e também deixou claro que não considera Adalberto o único culpado pela crise. “Primeiro, eu respeito muito o Adalberto, que tem uma história no São Paulo. Ele  fez o melhor dele, abriu mão da família para fazer o melhor. Com o passar do tempo você vai vendo que o São Paulo cometeu erros como outras equipes e acabou pagando um preço mais alto. As pessoas acertaram no passado e, como futebol não tem receita, buscaram fazer outra vez e não deu”, explicou.

O UOL Esporte apurou que Juvenal já sabe que Adalberto ficou desgastado com os jogadores do São Paulo por ter feito críticas públicas a Rogério Ceni. O dirigente deverá receber ainda mais criticas dos seus inimigos políticos se o São Paulo for mal sucedido da sua turnê europeia, onde disputará três competições: Copa Audi, Eusébio Cup e Copa Suruga.

Com sete derrotas seguidas, dez jogos sem vencer (a maior sequência negativa da história) e flertando com a zona de rebaixamento do Brasileirão, o São Paulo terá pela frente adversários como Bayern de Munique e Benfica, que são respectivamente o atual campeão da Liga dos Campeões e o vice da Liga Europa, as duas principais competições de clubes na Europa. E justamente na hora que o técnico Paulo Autuori reclama de não ter tempo para entrosar a equipe.

Futebol