PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos quer repetir casos 'Montillo e Conca' e pode garimpar camisa 10 na Argentina

Montillo, do Cruzeiro, e Conca, ex-Fluminense, eram desconhecidos no futebol brasileiro - Divulgação
Montillo, do Cruzeiro, e Conca, ex-Fluminense, eram desconhecidos no futebol brasileiro Imagem: Divulgação

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

07/11/2012 06h00

Com dificuldades no mercado do futebol para contratar um substituto para o meia Paulo Henrique Ganso, o Santos pode garimpar um camisa 10 que atua na Argentina. O técnico Muricy Ramalho está atento ao Campeonato Argentino e tenta encontrar um jogador que seja financeiramente viável ao clube.

Para isso, comissão técnica e diretoria santista se espelham em Vasco e Cruzeiro, que “revelaram” para o futebol brasileiro os meias Conca e Montillo, respectivamente.

DIEGO SOUZA TAMBÉM PODE SER O 10

  • Kaio Rodrigues/AFP

    Sem salário, Diego Souza é oferecido ao Santos; Muricy aprova e aguarda posição da diretoria

Apesar de brilhar no Fluminense, Conca foi descoberto pelo Vasco em 2006, quando o argentino não interessava ao River Plate, da Argentina, dono de seus direitos econômicos na época, e o havia emprestado para o Universidad de Chile e Rosário Central no mesmo ano.

Já Montillo era um desconhecido na Argentina até começar a se destacar no Universidad de Chile em 2008. No ano seguinte, o argentino começou a brilhar no Cruzeiro, que recusou uma proposta de R$ 20 milhões do Corinthians.

“Os bons jogadores se transferem muito rapidamente e, por isso, (o Argentino) não é um campeonato de nível alto. Mas continuamos acompanhando, porque sempre aparece algum jogador interessante por lá”, afirmou Muricy Ramalho.

A diretoria santista apoia a estratégia de Muricy e aguarda uma oportunidade no mercado argentino para garimpar um camisa 10.

“Se agradar o clube, o Santos está disposto a investir, mas sempre respeitando a nossa política. Caso seja interessante tecnicamente e financeiramente, estamos atentos sim”, afirmou o vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues, que reconhece o esforço de Muricy em encontrar um camisa 10.

“O Muricy ele fica aqui no CT sempre assistindo diversos jogos, campeonatos e, claro, que está sempre analisando algum jogador. Ele realmente sempre fica atento, vê jogos de fora, na América do Sul”, disse.

Além do mercado argentino, o Santos também procura repatriar um meia renomado do futebol brasileiro. Diego Souza, Al-Itthad, da Arábia Saudita, Renato Augusto, do Bayer Leverkusen, da Alemanha, e Nenê, do PSG, da França, estão na mira da cúpula santista.

“Muitos jogadores são oferecidos ao Santos. A demanda é muito grande, estamos atentos ao mercado”, concluiu o dirigente.

Futebol