PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Luís Álvaro ameniza criticas de 'agressivo' Muricy, mas endossa cobranças à CBF

Laor agendou reunião com José Marín para discutir sobre convocações de Neymar - Divulgação/Santos FC
Laor agendou reunião com José Marín para discutir sobre convocações de Neymar Imagem: Divulgação/Santos FC

Do UOL, em Santos (SP)

09/08/2012 20h43

Após o técnico Muricy Ramalho pedir para a diretoria do Santos “abrir a boca” em relação as constantes convocações de Neymar e Ganso para a seleção brasileira, o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro endossou as cobranças do treinador e prometeu uma reunião com a entidade em prol dos interesses do clube.

“Falei com o Marín (presidente da CBF) por telefone e ele virá à Vila e ao CT e teremos chance de conversar e mostrar nossas razões”, afirmou Luís Álvaro à rádio Bandeirantes.

Além de marcar a reunião com José Marín, o presidente santista fugiu de polêmicas com o treinador e concordou com as criticas a entidade máxima do futebol brasileiro. Laor, como é conhecido o dirigente, ressaltou o estilo “agressivo” de Muricy para amenizar as reclamações.

“O Muricy fez muito bem, ele é o treinador e é cobrado. Eu tenho um estilo diferente dele, ele é mais agressivo e eu mais tocador de bola. Por isso que a gente tem uma boa relação”, disse.

Luís Álvaro ainda lembrou que foi o primeiro a reclamar da CBF em relação às convocações de Neymar. Em meio a semifinal da Copa Libertadores da América, diante do Corinthians, o presidente acusou a entidade de complô contra o Santos, reclamando da ausência de corintianos na convocação.

Na ocasião, Muricy não concordou com o comandante e chegou a defender a CBF ao dizer que os jogadores do Corinthians não tinham idade olímpica para serem convocados.

“Você se lembra das minhas declarações que geraram polêmicas. Todo mundo viu que o Neymar voltou cansado dos amistosos da seleção. A derrota para a Argentina abalou a nós, imagina então o jogador que está no gramado. Botei a boca no trombone porque achei estranho que nenhum corintiano tinha sido convocado. Esquecer um Paulinho não entra na minha cabeça, tanto que agora ele vai ser convocado”, disse.

Futebol