PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcos recusa quatro convites de TVs e dobro do salário oferecido pelo Palmeiras

Ex-goleiro Marcos concedeu entrevista na Academia de Futebol do Palmeiras na terça - Robson Ventura/Folhapress
Ex-goleiro Marcos concedeu entrevista na Academia de Futebol do Palmeiras na terça Imagem: Robson Ventura/Folhapress

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

04/04/2012 11h00

Ao estrear nesta quarta-feira como embaixador da marca Palmeiras, Marcos concretiza a recusa de quatro convites de emissoras de televisão e de um salário que chegaria ao dobro do que ganhará na equipe em que fez história.

O ex-goleiro foi convidado pela TV Bandeirantes, pela Globo e por outras duas emissoras para trabalhar como comentarista. Ele, no entanto, preferiu recusar os chamados para exercer o cargo no Palmeiras. Na coletiva que concedeu na última terça-feira, o eterno camisa 12 preferiu não revelar quem fez convites, mas admitiu que foi sondado.
 


"Eu não recebi convite de nenhum outro time, não. Mas me chamaram para ir para umas televisões aí, mas eu preferi não aceitar. Quero aprender a falar primeiro! Não fiz isso durante a minha carreira inteira, preciso aprender antes de aceitar", disse Marcos aos risos.


Além de não querer virar estrela de TV, o pentacampeão mundial também acabou recusando convite de até R$ 150 mil mensais para se juntar ao time de Edmundo, Neto, Caio Ribeiro, Junior, Casagrande e Denilson, ex-jogadores que atuam na imprensa atualmente.

Segundo o Blog do Perrone, no Palmeiras ele ganhará R$ 80 mil por mês. Mesmo assim, o presidente Arnaldo Tirone ouve de conselheiros que os vencimentos do ídolo palmeirense são caros. 

Futebol