Topo

Esporte


Fifa manda agente ao Brasil para investigar denúncias de corrupção de arbitragem

Do UOL, em São Paulo

11/01/2012 09h09

O chefe de segurança da Fifa, Chris Eaton, disse ao jornal O Estado de S. Paulo que a entidade enviou um agente para investigar denúncias de corrupção de arbitragem no Brasil. Na semana passada, o juiz Gutemberg de Paula Fonseca disse ter se sentido pressionado por Sérgio Corrêa, chefe de arbitragem do país, a ajudar o Corinthians.

“Estamos interessados em saber mais sobre essa denúncia”, disse Eaton à publicação. O diretor revelou que a entidade está investindo em investigações de corrupção no esporte em vários locais do mundo, e que o Brasil está na mira por ser a sede da Copa do Mundo.

A denúncia de Gutemberg foi feita à rádio Jovem Pan, na semana passada. O árbitro, insatisfeito por ter perdido o escudo da Fifa, disse ter recebido ligações de Sérgio Correa antes de jogos importantes em que o chefe de arbitragem ressaltava que se tratava de um jogo do “Timão”.

Gutemberg diz ter entendido que era uma pressão para que beneficiasse o Corinthians e levantou suspeitas sobre o dirigente. Sérgio Corrêa reagiu imediatamente e abriu um processo contra o árbitro, cujo futuro está incerto.

No âmbito global, no entanto, a motivação dos arranjos não costuma ser o favorecimento de determinadas equipes. Na maioria das vezes, a ideia dos criminosos é ganhar dinheiro no mercado de apostas com resultados arranjados.

A Fifa revelou ter recolhido provas de que a empresa Footy Media, sediada em Londres, fechou um acordo com uma federação nacional para combinar um amistoso de seleções. O resultado, o placar e até o número de gols marcados teriam sido definidos antes do apito inicial.

Entre as provas estaria um documento manuscrito por Perumal Wilson, dono da Footy Media, que compara cartolas e jogadores corruptos a prostitutas. Ele diz ter pago R$ 10 mil a dirigentes para facilitar o arranjo de um jogo e R$ 100 mil para um clube por um jogo arranjado na Liga dos Campeões da África.

Além disso, ele teria afirmado que poderia influenciar os resultados de partida da Liga dos Campeões da Europa.

Esporte