PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mancini é condenado a quase 3 anos de prisão por estupro na Itália, diz jornal

Do UOL Esporte

Em São Paulo

28/11/2011 12h09

O meia Mancini, que hoje atua no Atlético-MG, segue envolvido em um caso policial grave na Itália. Nesta segunda, segundo o jornal La Gazzetta dello Sport, o jogador foi condenado a dois anos e oito meses de prisão por supostamente ter estuprado uma jovem que ele conheceu em uma festa na casa de Ronaldinho Gaúcho em Milão.

O caso se arrasta na Justiça do país europeu desde meados do ano passado. Mancini teria ido a uma festa do hoje camisa 10 do Flamengo, à época no Milan, onde conheceu a garota. Depois de beber muito, ela teria passado mal e pedido para ser levada até a casa dela.

Segundo a Gazzetta, os promotores italianos entendem que Mancini teria ido até o seu apartamento e violentado a garota, que estava inconsciente. Por isso, o jogador foi condenado por violência sexual e lesão pessoal pela juíza Laura Marchiondelli. 

Um amigo de Mancini, Eugenio Nascimento, também teria sido condenado a dez meses de cárcere como cúmplice do caso. 

A decisão cai como uma bomba para o jogador brasileiro, que sempre negou sua culpa no crime e viveu um bom momento profissional neste fim de semana. Aparentemente alheio à briga judicial que trava na Europa, ele esteve em campo na goleada do Atlético-MG sobre o Botafogo por 4 a 0, que garantiu o clube mineiro na primeira divisão em 2012. 

Esporte