PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Turbulência interna faz santistas temerem se manifestar sobre Robinho

O atacante Robinho - Divulgação
O atacante Robinho Imagem: Divulgação
Exclusivo para assinantes UOL

11/11/2020 04h00

O tema Robinho é assunto proibido nos corredores da Vila Belmiro. Não se trata de uma imposição direta de algum superior, mas partiu dos próprios funcionários do Santos que viveram momento de extrema turbulência interna poucos dias antes do acerto entre o clube e o jogador. Após o afastamento do então presidente José Carlos Peres, o vice Orlando Rollo assumiu o cargo e promoveu mudanças no quadro, que ocasionaram cerca de 30 demissões.

Quem ficou no clube não ousa comentar ou se posicionar sobre a contratação do atleta, que recorre após ter sido condenado em primeira instância por estupro na Itália. O polêmico acerto provocou revolta dos patrocinadores do Santos, por exemplo, motivando a rescisão imediata da Orthopride e um ultimato da maioria das outras marcas vinculando a continuidade do acordo à quebra de contrato com Robinho. O Santos suspendeu o contrato com o jogador até novo julgamento. (Por Eder Traskini)

Daniel Alves se aproxima de 200 assistências na carreira

Daniel Alves está perto de uma marca significativa na carreira. Agora meio campista, ele soma 199 assistências desde o início de sua passagem no futebol, com as cores do Bahia. O camisa 10 do São Paulo precisa apenas de mais um passe para conseguir a marca relevante em sua trajetória no futebol. O craque de 37 anos deu seis passes para gols em 50 partidas pelo atual time. Na eliminação para o Lanús, pela Copa Sul-Americana 2020, ele deu duas assistências. O jogador pode aumentar o número nas próximas rodadas. (Thiago Fernandes)

Candidato à presidência do Vasco contra nova eleição no clube

Leven Siano, candidato à presidência do Vasco pela chapa "Somamos", iniciou a campanha "Legalidade vascaína", contra a nova eleição, marcada para este sábado. Nas redes sociais, o movimento teve o endosso, inclusive, do ex-zagueiro Mauro Galvão, ídolo da torcida e apoiador de Leven. O pleito que aconteceu no último sábado, em São Januário, foi suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) com ele já em andamento. A corrida eleitoral foi realizada após uma decisão judicial na noite de sexta-feira. A apuração dos votos, que apontou Leven à frente, aconteceu sem a presença de membros das chapas "Mais Vasco", de Jorge Salgado, "Sempre Vasco", de Julio Brant, e "No Rumo Certo", de Alexandre Campello, que retiraram-se após a votação ser retomada mesmo com a suspensão. (Alexandre Araújo e Bruno Braz)

Flu vê sub-23 como 'casca' para joia e quer evitar 'novo Evanílson'

Projeto que nasceu em 2020 no Fluminense, o time de aspirantes não vem tendo muito sucesso esportivo. A ideia, entretanto, é maior do que o resultado de campo. A equipe é vista como um degrau intermediário entre juniores e os profissionais. O objetivo é evitar, já no curto prazo, novos "casos Evanílson", jovem atacante que explodiu no fim de sua carreira na base e acabou não renovando contrato ao chegar ao time profissional. Para não lidar mais com perdas financeiras e esportivas por causa da maturação tardia dos jogadores, o Flu valoriza o sub-23 e usa a equipe "casca" para joias como John Kennedy, de 18 anos, destaque do sub-20. O jovem atacante já marcou dois gols em cinco jogos pelo Brasileirão de aspirantes. (Caio Blois)