PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Por orientação da CBF, Canarinho deixa de ser "pistola" na Rede Globo

Canarinho Pistola no vestiário da seleção brasileira; mascote perde o "apelido" por pedido da CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Canarinho Pistola no vestiário da seleção brasileira; mascote perde o "apelido" por pedido da CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Do UOL, em São Paulo

14/06/2018 04h00

Classificação e Jogos

Um dos maiores sucessos da seleção brasileira na atualidade, o Canarinho Pistola nem sempre aparecerá com o “nome completo”. Ao menos será assim em transmissões da TV Globo e dentro da CBF. Seguindo uma linha defendida pela confederação, a emissora tem evitado usar o termo “pistola” em transmissões e programas. A ideia é chamar a mascote apenas de Canarinho, pontuando seu jeito encrenqueiro e mal humorado, mas nunca “pistola”.

No entendimento da CBF, que defende que “Canarinho é o nome real” do bicho, a palavra que viralizou nas redes sociais se apresenta fora do tom, politicamente incorreta, associada a uma arma de fogo. E a Globo aceitou o discurso. No último jogo, em Viena, contra a Áustria, alguns profissionais chegaram a utilizar o termo, mas foram avisados para que não repetissem. Na quarta-feira (13), a apresentadora Ana Maria Braga citou algumas vezes o “pistola” durante um quadro de seu programa. O caso gerou ligações e novos pedidos para que evitem tal identificação com a mascote. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Seleção: Real toma dianteira pelo goleiro Alisson

Perto do prazo limite destacado para negociações, Alisson viu as conversas com Real Madrid aquecerem nos últimos dias. A De Primeira apurou que a Roma já autorizou um representante a conduzir negociações com o estafe do goleiro e o clube espanhol, que vive dias turbulentos pela polêmica que envolve a contratação do treinador Julen Lopetegui.

Na avaliação dos representantes de Alisson, é necessário investir algo em torno de 60 milhões de euros para fazer a Roma abrir mão do goleiro. Ele, entretanto, gostaria de se transferir para uma equipe em que seja titular absoluto. Até por isso, não descarta seguir na Itália e tem nas mãos uma oferta para renovação. Alisson, vale lembrar, disse que não discutiria o futuro quando a Copa iniciasse. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Copa 2018: ESPN escala policiais para segurança de jornalistas

Por uma determinação da matriz norte-americana da ESPN, todas as equipes das filiais da emissora trabalham com escolta policial durante a cobertura da Copa do Mundo. A medida foi encarada com surpresa por funcionários brasileiros da empresa, que também terão o acompanhamento. A explicação foi a de que a matriz americana não considera a Rússia um território seguro para os jornalistas. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Seleção: “Voo da alegria” e crise com presidente

Pelo menos parte dos presidentes de federações convidados pela CBF para assistir aos jogos da Copa do Mundo chega nesta quinta (14), em Moscou. O desembarque acontece em meio à crise na entidade envolvendo o presidente Coronel Nunes. O cartola não cumpriu, na última quarta, o acordo feito pela confederação com a Conmebol para votar na candidatura de Estados Unidos, México e Canadá para sediar a Copa de 2026. Ele votou no Marrocos e gerou desconforto na entidade sul-americana. O episódio também deixou numa situação difícil Rogério Caboclo, eleito para assumir a presidência da CBF em abril do ano que vem, mas que hoje não tem patente para repreender o comandante atual. Além disso, o futuro mandatário tem que se preocupar com a delegação da seleção brasileira, que treina em Sochi e é chefiada por ele. Neste cenário, os representantes de federações estaduais, levados pela CBF apenas para curtir o Mundial, com passagens e estadias pagas, não encontrarão o clima de festa que esperavam. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Clube turco fará pré-temporada no CT do Flu... na Eslováquia

Clube do brasileiro Vagner Love, o turco Besiktas irá utilizar as instalações do Samorin, filial eslovaca do Fluminense, durante parte da sua pré-temporada. Entre os dias 30 de junho e 8 de julho, os turcos ocuparão as dependências do Xbionic Sphere, e há a possibilidade de um jogo-treino diante do Tricolor, que joga a Liga II da Eslováquia. Apesar de o projeto seguir a todo vapor na Europa, a continuidade da iniciativa ainda é incerta. Alvo de disputas políticas, o Samorin é muito criticado pelos opositores do presidente Pedro Abad. Os dirigentes eslovacos exigem garantias financeiras para seguir com a parceria. Uma decisão é aguardada para os próximos dias. (Por Leo Burlá)