PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

CBF gastou R$ 2,8 milhões para dar nova casa ao STJD no Rio de Janeiro

CBF resolveu investir na nova sede do STJD, que ficará no centro do Rio de Janeiro e custará caro - Ariel Subirá/Futura Press/Estadão Conteúdo
CBF resolveu investir na nova sede do STJD, que ficará no centro do Rio de Janeiro e custará caro
Imagem: Ariel Subirá/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

31/10/2017 04h00

O STJD ganhará uma nova casa no próximo ano, conforme revelado pela De Primeira. Presente da CBF, a nova sede livrará o Tribunal dos alugueis pagos no prédio da Rua da Ajuda. A aquisição, no entanto, não foi exatamente uma economia.

A confederação desembolsou R$ 2.849.758,94 por duas salas no 10º andar do recém-reformado edifício “Sloper”, na Rua Uruguaiana, centro do Rio de Janeiro. Comandada pelo diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, e pelo diretor de patrimônio e legado, Dino Gentille, a negociação se arrastou durante quase um ano e foi fechada na última semana. (Por Pedro Ivo Almeida)

São Paulo: Clube nega ter pago comissão em venda de Lucas

O São Paulo negou ter pago comissão a empresários na venda de Lucas para o Paris Saint-Germain em 2012. O clube paulista foi chamado a se manifestar em uma briga entre agentes: Julio Davini afirma ter direito a parte da comissão que teria sido recebida por Wagner Ribeiro. 

O Tricolor, entretanto, negou ter pago comissões ao agente, e apresentou documentos mostrando que recebeu R$ 115 milhões pelo negócio, repassando 25% (cerca de 29 milhões) à empresa JL Talentos, de propriedade do próprio Lucas e seu pai. (Por Pedro Lopes)

São Paulo: Cueva brinca com boa fase após período em baixa

Os titulares do São Paulo seguiram programação mais leve na reapresentação do time na última segunda-feira. E um dos primeiros a sair de campo foi Christian Cueva. Destaque nas últimas vitórias do Tricolor, com um gol e três assistências, o peruano foi seguido de perto por um cinegrafista, abriu largo sorriso e ameaçou colocar a mão na lente enquanto gargalhava: "Quando eu estava jogando mal você não queria me filmar assim, hein?". O camisa 10 riu ainda mais para o restante da imprensa que acompanhava o treinamento dos reservas e foi cumprimentar calorosamente um amigo peruano que o visitou no CT da Barra Funda. (Por Bruno Grossi)

Corinthians: Justiça nega pedido de agentes e não bloqueia contas

A Justiça de São Paulo negou um pedido da empresa B2F para bloquear contas e receitas de bilheteria do Corinthians. A empresa cobra do Alvinegro mais de R$ 500 mil pela venda de Matheus Pereira ao Empoli, da Itália, e se apoiava na projeção de prejuízo de mais de R$ 30 milhões em 2017, feita pelo próprio Corinthians, para argumentar que corria risco de tomar o calote. (Por Pedro Lopes)

Corinthians inicia cobrança por seguro de meia assassinado

O Corinthians começou a fase de cobrança de uma dívida de R$ 1 milhão do América-MG - o Alvinegro venceu ação em segunda instância, depois de inicialmente sofrer derrota na Justiça. A dívida existe porque o clube mineiro deixou de fazer seguro do meia William Morais ao contratá-lo por empréstimo em 2011. William acabou tragicamente assassinado durante uma tentativa de assalto em Belo Horizonte. (Por Pedro Lopes)

Grêmio: Luvas da defesa de Grohe vão parar no museu

O Grêmio vai eternizar a defesa de Marcelo Grohe diante do Barcelona-EQU, no primeiro jogo da Libertadores. O clube gaúcho decidiu guardar as luvas usadas pelo goleiro em Guayaquil e colocar o equipamento na exposição permanente de seu museu, na Arena do Grêmio. A ação deve ocorrer ao fim desta temporada. Grêmio e Grohe já estão acertados no assunto. O camisa 1, autor da intervenção que rodou o mundo e chegou a ser classificada como a “maior de todos os tempos”, doará o par de luvas. O Tricolor ajusta detalhes de como vai exibir a peça, mas já trata o lance como épico e devidamente de museu. (Por Jeremias Wernek)